Animais de estimação poderão se despedir de tutores em cemitério no Rio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
cachorro, vira-lata, vira-latas
Proposta é a família poder levar o melhor amigo para se despedir do seu tutor. Foto: Vítor Soares

O Crematório de Cemitério da Penitência, localizado no bairro do Caju, é o primeiro cemitério do Rio de Janeiro a ter o selo Pet Friendly, concedido pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, responsável pela Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal (RJPET).

O secretário, Marcelo Queiroz, fará a entrega do selo à administração do cemitério em uma cerimônia no local, nesta quarta-feira (13), às 10 horas.

Idealizador do selo, o secretário Marcelo Queiroz salienta que o projeto é o início do caminho para o Estado do Rio se tornar uma referência mundial na instituição de políticas para animais de estimação.

“A presença dos animais em todas as atividades do nosso dia a dia é uma tendência mundial. A ampla adesão ao nosso selo só reforça o quanto os pets fazem cada vez mais parte das famílias, em todos os momento”, ressalta o secretário.

Para ganhar o selo, o local passou por algumas adaptações. Ganhou rampas de acesso, cama, comedouro e bebedouro pets. Afinal, os animais precisam também ser tratados com o aconchego.

“Ficamos honrados de ser o primeiro cemitério inclusivo do estado. Sempre focamos em prestar um serviço humanizado aos nossos clientes. Esse selo vem reforçar ainda mais a nossa proposta de acolhimento às famílias. E hoje, os pets são considerados membros das mesmas”, diz Alberto Brenner Junior, superintendente do Crematório e Cemitério da Penitência.

O Crematório e Cemitério da Penitência fica na R. Monsenhor Manuel Gomes, 307, no bairro do Caju.

Sobre a RJPET

A RJPET é uma subsecretaria que visa, além da realização de ações de incentivo à adoção, promover medidas de conscientização, dar suporte no controle, prevenção e erradicação de doenças, apoiar programas e projetos de defesa e bem-estar de animais, incentivando, ainda, sua posse responsável.