Após acerto de Cano, relembre jogadores identificados com o Vasco que foram para o Flu

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Germán Cano é o caso mais recente no caminho São Januário-Laranjeiras. Foto: Reprodução

O Fluminense anunciou oficialmente a contratação do atacante Germán Cano, de 34 anos, nesta quinta-feira (13). Diante da nova contratação do Tricolor, cresce a lista de nomes que brilharam no Vasco da Gama e que foram parar no rival anos depois.

Cano passou duas temporadas no Cruz-Maltino, onde marcou 43 gols e teve grande identificação. Em dezembro de 2021, seus representantes e o clube não chegaram a um acordo para o pagamento das dívidas da instituição com o atacante, impossibilitando a renovação contratual. Agora, vivendo novos ares, o atleta assinou com o time das Laranjeiras até dezembro de 2023.

”Espero conseguir coisas muito importantes neste ano e estar à altura das expectativas. Disputar a Libertadores com essa camisa é algo especial. Este é um torneio muito diferente dos demais e temos que estar preparados para alcançar grandes objetivos”

Germán Cano

Além do argentino, também existem os casos de Ramon Menezes, Conca, Edmundo, Romário, Leandro Amaral, Nenê… é vasta a lista de craques que migraram de São Januário para as Laranjeiras. Todos os casos tiveram suas peculiaridades. Relembre:

Romário

O baixinho surgiu no Vasco em 1985 e defendeu o clube até 1988. Depois de passagens pela Europa e pelo Flamengo, grande rival Cruzmaltino, voltou ao clube em 2000. Em 2002, acabou assinando com Tricolor, onde também jogou na temporada de 2004.

Edmundo

Edmundo foi revelado pelo Vasco em 1992, tornando-se um dos principais nomes do time que conquistou o Carioca daquele ano, que iniciou tricampeonato de 92, 93 e 94. Ele retornou ao clube em 1996 e depois em 1999. Depois de sua quarta passagem pelo Cruz-Maltino, em 2004, o Animal foi defender as cores do Fluminense.

Ramon Menezes

Ramon é mais um do Hall da Fama de atletas do Vasco que teve passagem pelas Laranjeiras. Campeão brasileiro, carioca, do Torneio Rio-São Paulo e da Libertadores no fim dos anos 90, o meia também teve passagem pelo time de São Januário em 2002 e em 2006. Entre a segunda e a terceira passagem, o jogador atuou pelo Tricolor, também em 2004.

Atletas em sua apresentação no ano de 2004. Foto: Divulgação/Fluminense

Leandro Amaral

O atacante chegou ao Vasco no fim de 2006 e conquistou o coração da torcida com uma excelente média de gols, se tornando o terceiro maior artilheiro do clube no século XXI com 51 gols em 97 jogos. Mas nem tudo foram flores nessa relação.

Ao fim de seu segundo ano no Cruzmaltino, Leandro Amaral renovou com o Vasco por mais uma temporada, mas decidiu aceitar, logo depois, uma oferta do clube da Laranjeiras. Após dois meses de imbróglio judicial, o time de São Januário venceu a causa na 23ª Vara Trabalhista, através do juiz Mucio Nascimento Borges, e o jogador foi impedido de atuar pelo Fluminense durante o período de vínculo com o Vasco.

Após o fim de seu novo contrato, o jogador enfim foi defender o time da zona sul.

O Flu foi um dos últimos clubes da carreira de Leandro Amaral. Foto: Divulgação/Agência Photocamera

Conca

Na mesma época, os dois clubes disputaram outro jogador. Um argentino baixinho que chamava a atenção pelo desempenho no futebol sul-americano. Após boas atuações por Universidad Católica-CHI e Rosário Central-ARG, os dois rivais tiveram interesse em levar Conca para o Rio de Janeiro.

Após muitas reuniões, a diretoria do Cruzmaltino conseguiu convencer o River Plate a cedê-lo por empréstimo de um ano. No fim de 2007, o Tricolor tentou contratá-lo novamente. O então presidente, Eurico Miranda, tentava renovar seu empréstimo, enquanto o time das Laranjeiras aceitou pagar R$ 5 milhões pelo passe em definitivo.

Nos dois clubes, Conca foi treinado por Renato Gaúcho. No time das Laranjeiras, o meia foi campeão brasileiro em 2010.

Atleta também teve uma passagem pelo Flamengo. Foto: Agência Photocamera

Nenê

Este é um caso mais recente e o jogador, inclusive, voltou a atuar pelo Vasco. Nenê chegou a São Januário em 2015 e liderou uma luta intensa contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro daquele ano, que não teve um final feliz.

O meia ficou no clube até 2018, quando seguiu rumo a São Paulo para defender o time homônimo. No Tricolor Paulista, Nenê teve um bom início, mas acabou caindo de produção. Em 2019, foi anunciado pelo Fluminense, onde ficou até setembro de 2021.