Bloco carnavalesco Dominó anuncia fim dos desfiles em Niterói a partir de 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Bloco reunia cerca de 30 mil pessoas pelas ruas de Niterói. Foto: Redes Sociais

A equipe do bloco carnavalesco Dominó, tradicional na cidade de Niterói, anunciou que não irá mais desfilar nas ruas da cidade no próximo ano. A decisão foi anunciada através das redes sociais do grupo na última semana. Criado em 1990, o Dominó desfilou pela última vez em 2020.

De acordo com a nota oficial, a morte do presidente e fundador do bloco, Arthur Fernando Moreira Barbosa, no ano passado, abalou o psicológico dos integrantes do grupo. Ele era responsável por organizar a estrutura e a logística do evento, emprestando a sede, localizada em Santa Rosa, para guardar objetos referentes ao desfile.

A decisão de parar foi tomada em conjunto com os associados em uma Assembleia Geral Ordinária realizada na última semana. Mesmo com tentativas de organizar uma nova logística, o grupo optou por finalizar os desfiles. A falta de componentes para realizar uma nova diretoria foi um dos fatores que originou a decisão.

Segundo os integrantes do grupo, o receio de terminar o bloco de forma deprimente e sem lembranças do passado justificou a decisão. A nota informa que “consideramos ideal pararmos no topo como o melhor e maior Bloco Carnavalesco de Niterói, proporcionando desta forma, ficarmos na memória de nossos foliões positivamente”.

O bloco

O bloco carnavalesco Dominó foi criado por cinco idealizadores em 1990. Entre eles, três faziam parte dos associados responsáveis pelo grupo atualmente. O objetivo do bloco era realizar um Carnaval voltado para famílias do município de Niterói. O grupo desfilou por 30 anos antes de tomar a decisão de parar e, no fim da carreira, cerca de 30 mil pessoas desfilavam durante o evento.