Botafogo atropela o Londrina, consegue goleada e assume a vice-liderança

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Botafogo teve sua melhor atuação em toda a Série B. Foto: Vitor Silva/BFR

Foi ataque contra defesa. Jogando no Estádio Nilton Santos, com um jogador a mais desde os 15 minutos, o Botafogo não tomou conhecimento do Londrina e venceu por 4 a 0, na tarde deste sábado (11), pela 23ª rodada da Série B do Brasileirão. O triunfo deixou a equipe momentaneamente na segunda colocação.

A partida começou bastante estudada dos dois lados. Ambas as equipes tocavam a bola no campo defensivo sem conseguir criar lances de perigo no ataque. O Botafogo ficava mais com a posse, tentando encontrar espaços para furar o bloqueio paranaense.

Aos 15 minutos, Marcelinho, que já havia dado dura entrada no zagueiro Gilvan, dividiu com Barreto e acabou deixando as travas da chuteira no rosto do adversário. O VAR chamou o árbitro Paulo Henrique Schleich, que acabou aplicando o cartão vermelho para o jogador do Londrina.

A expulsão, naturalmente, deixou mais espaços para o Alvinegro enquanto os visitantes se fecharam na defesa. Aos 21, após cruzamento frontal de Chay, Carlinhos invadiu a área e tentou cabecear por cobertura – mas o goleiro Dalton saltou e tirou com a ponta dos dedos para evitar o gol.

Aos 31, mais uma boa chance para o time da casa. Após roubar a bnola no campo de ataque, Marco Antônio enfiou para Rafael Navarro, livre na entrada da área. Ele tentou deslocar o goleiro Dalton, mas o chute saiu fraco e o camisa 1 caiu no canto para segurar.

Quando já ensaiava uma pressão, o Botafogo chegou ao primeiro gol aos 33. Marco Antonio fez bonita jogada pela esquerda, deu linda caneta no marcador e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo e encontrou Warley, que infiltrava pela direita e apenas empurrou para a rede.

Mesmo com o gol marcado, o Alvinegro seguiu em cima do Londrina. E a tática deu resultado logo aos 38. Em triangulação pelo lado direito, Chay rolou na frente, Pedro Castro fez o corta-luz e o lateral Daniel Borges invadiu a área e chutou sem chances para Dalton.

Mal deu tempo de comemorar. Aos 39, logo após a saída de bola, o Alvinegro marcou mais um e colocou 3 a 0 no placar. Marco Antônio tabelou com Rafael Navarro pela esquerda e recebeu na marca do pênalti. O chute ainda saiu mascado, mas a zaga não conseguiu cortar antes que a rede balançasse.

Segundo tempo

O Botafogo voltou do intervalo sem diminuir o ritmo. Logo no primeiro lance, Carlinhos cruzou da esquerda, a zaga cortou mal e a bola sobrou para Warley. Com alguns companheiros livres na área, ele optou pelo chute e acabou exagerando na força, mandando por cima da meta.

O Alvinegro seguia pressionando em busca do quarto gol. Com bons avanços pelas laterais, o clube da casa atuava com apenas o goleiro Diego Loureiro atrás da linha do meio-campo. Nos primeiros 15 minutos, foram pelo menos três boas chances de ampliar.

Warley, muito acionado pelo lado direito, pecou no último passe e desperdiçou duas oportunidades claras. O centroavante Rafael Navarro, querendo deixar o seu para seguir na briga pela artilharia da competição, também mandou duas para fora.

O quarto gol saiu aos 25. Carlinhos recebeu na linha de fundo pela esquerda, cortou para dentro e cruzou de perna trocada. A bola cruzou toda a extensão da grande área e encontrou Warley, que encaixou bonita finalização de primeira, no canto, e marcou pela segunda vez na partida.

A partir daí, o Botafogo optou por rodar o elenco, colocando jogadores jovens como Matheus Nascimento e Vitinho, além do experiente Ricardinho. Ainda que mantivesse a posse de bola, o ímpeto foi reduzido e a equipe apenas rodava o jogo à espera do apito final.

Com o resultado expressivo, o Alvinegro assumiu a vice-liderança da Segundona com 41 pontos. A equipe de Enderson Moreira ainda pode ser ultrapassada, já que CRB, terceiro colocado, e Goiás, quarto lugar, se enfrentam ainda neste sábado.