Cambada II: Obra sobre lendas e crônicas de São Gonçalo ganha nova edição

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
lendas e crônicas sobre são gonçalo
As origens de bairros de São Gonçalo retratados nas obras do autor Erick Bernardes. Foto: Reprodução da internet

Lendas urbanas, crônicas, histórias do passado gonçalense são retratadas pelo pesquisador e professor de Literatura Erick Bernardes, de 44 anos, no livro ‘Cambada II’. A obra é a segunda da série sobre a cidade e será lançada no dia 8 de outubro, às 18h, na Feira Integrada de São Gonçalo (FISG).

Nesta edição, o leitor conhece a fazenda abandonada no Morro do Castro, do espanhol que vendia rosas e foi responsável por dar nome ao sub-bairro Curió. Além dos milagres da Igreja Nossa Senhora das Graças, localizada no bairro Porto Velho, e das histórias do subbairro Coroado, que ganhou o nome devido a novela ‘Irmãos Coragem’, entre outras lendas e crônicas. O livro reúne 40 relatos com um pouco mais sobre a história gonçalense.

De acordo com o autor, o nome ‘Cambada’ foi escolhido devido o significado, que é coletivo de caranguejos. Crustáceo de mangue que consegue se adaptar facilmente e comum em várias regiões da cidade.

Morador do bairro Lindo Parque, o escritor se interessou por conhecer melhor as histórias e lendas quando notou que não há livros que abordem o tema sobre o município.

Segundo o pesquisador, o processo de produção foi a a maior inspiração, já que fez com ele visitasse diversos locais que até então desconhecida.

Erick Bernardes
Livros contam lendas e crônicas da história da cidade. Foto: Arquivo Pessoal

“Quando eu comecei a pesquisar, eu percebi que não tem muito conteúdo sobre o assunto. Alguns capítulos do livro eu sou o pioneiro a escrever, como as histórias dos bairros, que em sua maioria são contadas por relatos orais de moradores mais antigos e que passam de geração para geração”

Erick Bernardes

Cambada nas escolas

O primeiro livro da série, o ‘Cambada I’, já está entre livros paradidáticos selecionados em escolas públicas e particulares da cidade. Para Erick o principal objetivo é que as histórias não se percam com o tempo. A primeira produção tem relatos sobre a fundação da Ponte Rio-Niterói, a corrida de automóveis de Neves, a origem da localidade Água Mineral, o que aconteceu com o Palacete do Mimi — casarão no bairro Estrela do Norte — entre outras crônicas.

“Foi uma alegria sem tamanho meu livro estar nas escolas, o escritor quer ser lido, ver o retorno das pessoas me procurando é incrível. Vire e mexe algum professor manda foto de alguma prova que deu com base nos meus textos e é uma realização”

Devido ao sucesso dos livros, o autor foi convidado para palestrar em escolas e assim foi reunindo cada vez mais crônicas sobre a cidade, que darão vida às próximas edições da série.

Serviço

Os livros podem ser adquirdos na Livraria Ler é Arte, na Rua Cel. Moreira César, 97 – Loja 10, no Centro de São Gonçalo. Através do número 98571-9114 ou pelo site https://escritorerick.weebly.com/.

Erick Bernardes é mestre em Estudos Literários pela Faculdade de Formação de Professores da UERJ e doutorando em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Ele também é autor do livro Panapaná: contos sombrios e do cordel Voz de prisão: Graciliano Ramos e as Memórias do cárcere. Também colabora com as Revistas Entre Poetas e Poesias e Suplemento Araçá, além de ser cronista do Jornal Daki. É acadêmico pesquisador e assessor de imprensa da Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) e acadêmico da AGLAC (Academia Gonçalense de Letras Artes e Cultura).