Concurso Miss Universo São Paulo se pronuncia sobre acusação de racismo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Foto: Rede Social

Quem acompanha a coluna, viu que na última quinta-feira (7), cedemos espaço para a denúncia da vice-campeã do Miss Universo São Paulo, Ieda Favo, que alegou ter sofrido racismo durante a competição.

Ieda chegou ao top 3 do concurso e ocupou o segundo lugar. A modelo era única negra entre as finalistas, mas relata que a discriminação começou no início do Miss Universo SP.

“Coisas horríveis aconteceram e não quero que se repitam com outras pessoas. Deixando bem claro que não tenho interesse na faixa nem na coroa. Estou aqui em forma de apelo para que isso não se repita com nenhuma menina. Nunca me senti tão discriminada na minha vida! Desde o primeiro contato sempre tive um contato muito hostil por parte da organização”.

Ieda Favo

Para ver a matéria completa, clique aqui!

Com a repercussão do caso, a assessoria do Miss Universo São Paulo nos encaminhou um comunicado oficial sobre o ocorrido.


“Tendo em vista os recentes vídeos divulgados nas redes sociais da vice-Miss São Paulo, Ieda Favo, a organização do Miss Universo São Paulo vem a público manifestar que não pactua com qualquer tipo de preconceito, discriminação e intolerância. Já foram solicitadas as imagens e serão ouvidas as outras participantes, além de todos os envolvidos na realização do evento. O Miss Universo São Paulo repudia qualquer atitude discriminatória, seja ela no ambiente do concurso ou fora dele”.

Miss Universo São Paulo