Dia dos Pais: ações da Natura disparam na bolsa de valores

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Thammy Mirando foi escolhido para protagonizar campanha do Dia dos Pais. Foto: Divulgação

No terceiro domingo desse mês (19), a Natura, titã de cosméticos, fez o lançamento da sua tradicional campanha para o Dia dos Pais. A propaganda intitulada de #MeuPaiPresente alcançou grande importância nas redes sociais, devido, principalmente, à escolha do ator transexual Thammy Miranda como um de seus personagens principais.

Com a grande proporção que a campanha atingiu, diversos boicotes e protestos aconteceram, mas diferente do que muitos apostaram, a marca não sofreu com crise de imagem ou crise financeira. Desde o início da campanha até hoje (31) as ações da NTCO3 (Natura&Co) já acumulam valorização de quase 12%, refletindo que a iniciativa agregou valor à marca.

Em janeiro de 2020, foi concluída a aquisição da empresa Avon pela fabricante de cosméticos Natura&Co, transformando-a em uma gigante do setor de produtos de uso pessoal e beleza. A compra foi iniciada no dia 22 de maio de 2019, porém demorou alguns meses até a sua conclusão. A nova subsidiária se juntou à Natura, The Body Shop e Aesop, tornando o grupo a quarta maior empresa de cosméticos do mundo, com mais de 40 mil colaboradores, 3 mil lojas e com receita bruta superior a US$ 10 bilhões.

O mercado financeiro viu com bons olhos e a valorização da ação chegou a seu maior patamar histórico no dia 17 de fevereiro, bastando para ser negociada a R$51,29. Do dia do anúncio, 22 de maio, até a máxima histórica, a ação teve uma valorização de 85,49%. Levando em consideração a menor faixa de preço que os ativos alcançaram durante a pandemia da Covid-19, a ação chegou a ser negociada em R$20,44 no dia 23 de março. Até hoje (31) a NTCO3 acumula valorização de mais de 129%.

O Brasil é um dos principais mercados de beleza e cuidados pessoais do mundo, hoje ocupando a quarta posição, atrás apenas de EUA, China e Japão. O mercado brasileiro de beleza e cuidados pessoais teve em 2018 vendas ao consumidor final na faixa de US$30 bilhões, enquanto EUA, China e Japão tiveram US$89,5 bilhões, US$ 62 bilhões e US$37,5 bilhões, respectivamente, segundo o Euromonitor Internacional.

De acordo com eles, as três tendências globais norteando o mercado de beleza e cuidados pessoais para os próximos cinco anos são os posicionamentos éticos, atributos orgânicos e naturais e engajamento digital.

A Natura&Co tem como um dos diferenciais a força de trabalho comprometida nas vendas diretas da companhia, modelo usado pela empresa há décadas. A companhia detém um total de 6,3 milhões de representantes independentes, em que a grande maioria é representada por mulheres trabalhando com os produtos da Natura e Avon.

Uma de suas prioridades para esse ano é a inovação tecnológica. Segundo a empresa, seus consultores digitalizados vendem 15% a mais do que o convencional, por ser possível fazer ofertas individualizadas aos consumidores e melhorar sua experiência de compra.

Gabriel Magalhães é formado em Administração pelo IBMEC e especializações em Negócios no Brasil e no Exterior. Ele fala das tendências no mercado financeiro e dos altos e baixos da economia.