DJ Ivis deixa prisão no Ceará após 3 meses por agressões à ex-mulher

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Cantor ficou três meses em presídio aos agressões à ex-mulher. Foto: Rede Social

O cantor e produtor musical, DJ Ivis, de 30 anos, deixou a cadeia onde estava no Ceará na noite desta sexta-feira (22).
O artista estava preso desde o último dia 14 de julho, depois que sua ex-mulher divulgou vídeos de agressões do cantor de quando o casal estava junto.

DJ Ivis estava detido no presídio Irmã Imelda Lima Pontes, na Região Metropolitana de Fortaleza. Outros habeas corpus chegaram a ser tentados no STF, TJCE e no STJ, mas sem sucesso da defesa do cantor. A Justiça concedeu a liberdade na noite desta sexta.

No auge da carreira, o cantor teve seus contratos rescindidos e músicas retiradas entre as mais tocadas de plataformas online.

O DJ era produtor de Xand Avião e faz parte de músicas como “Volta Bebê, Volta Neném” e “Esquema Preferido”, além do hit “Letícia”, com Zé Vaqueiro, e “Galega”, com Zé Felipe.

Ivis chegou a se pronunciar no seu perfil pessoal do Instagram, alegando que os vídeos não foram postados de maneira integral. Ele também informou que sofria chantagens e que Pamella sofre de depressão, já tendo vivido outros relacionamentos conflituosos.

“Eu já tive que me embolar no chão com ela, a mãe dela, minha empregada pra ela não se jogar do décimo andar. Não aguentava mais chantagens”, afirmou.

Músicas

As plataformas de streaming Spotify e Deezer retiraram as canções do músico de playlists editoriais. Ivis vinha fazendo sucesso na música popular e chegou a ficar em destaque no Spotify com canções, entre elas: ‘Probleminha’, parceria com os Barões da Pisadinha, e ‘Galega’, junto com o cantor Zé Felipe. Uma das canções de Ivis já listava como capa da playlist ‘Paredão Explode’ e contava com mais de 1 milhão de seguidores.

Vale ressaltar que o perfil do DJ e as músicas do próprio não foram excluídas das plataformas e permanecem em listas criadas por usuários. Muitos músicos, como os próprios Barões da Pisadinha e Zé Felipe se pronunciaram contra as atitudes do agressor de mulheres, que ainda foi demitido da produtora de Xand Avião, e a pressão para o cancelamento das contas do músico só aumentam.