Maricá contará com equipe diária de manutenção da Enel

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
A próxima audiência da CPI está marcada para o dia oito de novembro. Foto: Plantão Enfoco

A partir da próxima semana, Maricá contará com uma equipe de manutenção diária da concessionária de energia elétrica Enel, no Centro. Essa foi uma das conquistas da primeira audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), comandada por vereadores da cidade. O encontro aconteceu, na tarde desta sexta-feira (25), no auditório do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro Mumbuca.

A mesa foi direcionada pelo presidente e pelo relator da comissão, os vereadores Cemar (Solidariedade) e Rony Peterson (PR), respectivamente. A deputada estadual Zeidan Lula (PT) também participou da discussão, que contou com a presença dos vereadores Marcinho (DEM) e RobGol (PT), além de representantes da OAB, Procon e da sociedade civil.

Entre as principais demandas levantadas pela CPI, estava a solicitação da implantação de uma base na cidade para manutenção corretiva e preventiva. O responsável pelo setor da concessionária, Marcelo Maciel, afirmou que a partir da semana que vem, uma equipe de manutenção funcionará diariamente na extinta base da empresa na cidade. Os funcionários ficarão locados em dois turnos de oito horas, de 7h às 21h.

“Percebemos a demanda da cidade em ver os nossos carros trabalhando na rua. Mas é importante dizer que o trabalho atualmente é feito com equipamentos telecomandados. Temos em andamento uma licitação, que tem prazo de até abril, para ter uma base fixa de manutenção em Maricá”, explicou o responsável.

Outro ponto levantado pelo relator da CPI, o vereador Rony Peterson, foi a ampliação nas unidades de atendimento para os consumidores. Hoje, Maricá só tem uma unidade fixa no Centro e uma base móvel na região do Barroco, em Itaipuaçu.

Sobre a demanda, a responsável pela área da empresa, Renata Araújo, informou que a Enel começará uma ‘operação verão’ nos próximos meses para levar o atendimento móvel para os bairros de Ponta Negra e Inoã, ficando 10 dias em cada.

“Saímos dessa primeira audiência pública com notícias positivas para a cidade. Teremos uma unidade de urgência para atender a população diariamente. E vamos esperar essa descentralização do atendimento, mesmo que de forma provisória, para os consumidores”, concluiu o relator da CPI.

A próxima audiência da CPI está marcada para o dia 8 de novembro, às 15h, na Lona Cultural Beth Carvalho, em Itaipuaçu.