Médico dá detalhes de como encontrou Marília Mendonça e equipe após acidente de avião

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
O médico relatou como será dificil tirar a imagem da sua cabeça. Foto: Rede Social

O médico que foi acionado para o trágico acidente que matou a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas, Kleyton Carvalho, relatou como enfrentou o resgate. Ele disse, no Instagram, como se sentiu ao descobrir que se tratava de Marília Mendonça e que ela já estava sem vida.

“Era um lugar de difícil acesso, extremamente íngreme e a quantidade de combustível também chamou a atenção. Era um atendimento de grande risco, não sabíamos se a aeronave poderia explodir ou cair na cachoeira. Além da correnteza muito grande, era uma coisa muito difícil essa chegada ao avião”.

Kleyton Carvalho

Kleyton ainda afirma que quando verificou os sinais vitais da cantora foi quando a ficha caiu.

“Cheguei na aeronave, ela estava aberta, o pessoal já havia rompido a porta e ao entrar, eu me deparei com toda a situação. Eu me deparei primeiro com o corpo do produtor e verifiquei os sinais vitais, que não havia mais. Aí fui para o lado de Marília Mendonça, que foi aí que me toquei que era a Marília Mendonça, que aí minha ficha caiu, procurei sinais vitais e também estava sem.

Quando eu estava dentro da aeronave foi quando vi o quanto a aeronave danificou, as pessoas não tinham ideia. Vendo de fora, o avião estava quase intacto. Mas quando eu entrei na aeronave, eu entrei amarrado, pois a qualquer momento a aeronave poderia explodir ou escorregar. Era muito arriscado. Minha preocupação era preservar a imagem, o respeito pelas pessoas. Não respeito só a Marília Mendonça, mas de todos ali. A exposição dói para uma família. Isso é muito ruim.

Esse atendimento vai ficar marcado para minha vida, para todos que acompanharam. Eu também sou fã incondicional de Marília Mendonça. Quando eu estava ao lado dela, verificando os sinais vitais, eu estava em frente a um ídolo meu e, acima de tudo, a mãe de uma família. Ali não tinha só Marília, tinham pais de família, sonhos. A minha ficha caiu naquele momento. Quanta tristeza, quanto sofrimento no local”.

Kleyton Carvalho

O médico ainda relatou como encontrou os corpos dentro da aeronave assim que entrou.

“O primeiro a ser encontrado foi o produtor, que estava no centro da aeronave. Nenhum teve fratura exposta, nenhum teve evisceração de órgãos, ou seja, quando órgãos saem para fora da cavidade, nenhum teve isso. Tinham múltiplas fraturas. Marília estava meio que na poltrona, flexionada para frente e o tio também estava no centro da aeronave. Não tinha ninguém que estava no banco ou na poltrona. Essa foi a maneira que eu encontrei”.

Kleyton Carvalho

Para Kleyton, a causa da morte de todos os passageiros foi o impacto no solo.

“De imediato, eu achei que tinham sobreviventes. Nós estamos acostumados com acidentes de avião em que a aeronave está toda destruída, explodir, mas digamos que a aeronave estava até intacta. Eu nunca imaginaria que teria ceifado a vida de cinco pessoas. Foi um susto quando eu entrei na aeronave e vi o quanto ela danificou. A causa real foi o impacto no solo. Isso eu não tenho dúvidas. O tipo de fratura, como os corpos estavam fraturados. É o tipo de fratura de pessoa que cai no elevador. A perícia que vai concluir isso, mas não tenho dúvida que a morte foi instantânea”.

Kleyton Carvalho

Além disso, Kleyton afirma que vai ser difícil tirar a imagem de sua cabeça.

“Quando eu entrei dentro da aeronave e que eu olhei e levantei o cabelo e percebi que era ela (Marília Mendonça). Imagem que não sai da minha mente. Isso está bem fixo na minha cabeça. Jamais pensaria que eu ia encontrar a Marília um dia e encontrar da maneira que encontrei. Não estava totalmente com os olhos fechados, mas é o tipo de olhar que machuca, que dói, que eu lembro toda hora”.

Kleyton Carvalho

Para assistir a entrevista na íntegra, clique aqui!