Miliciano bebia cerveja ao ser preso pela Polícia Civil na Baixada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Forca-tarefa-da-policia-civil-prende-mais-um-miliciano.jpg
Miliciano “MM” foi preso pela força-tarefa da Polícia Civil. Foto: PCERJ

Conhecido como “MM”, um homem de 38 anos, apontado pela Polícia Civil como chefe da milícia que atua em Duque de Caxias e também em Belford Roxo na Baixada Fluminense, foi preso no fim tarde deste sábado (28). 

A prisão foi mais uma ação da força tarefa da Polícia Civil que vem realizando prisões e combatendo as ações das milícias em todo o estado. Com o preso que foi capturado enquanto estava em um bar com a família, foram  apreendidos um revólver, uma pistola, dois carregadores e telefones celulares. 

Ela foi encontrado na Rua  Eça de Queiroz, Pantanal, Duque de Caxias e segundo a polícia, o chefe da mílicia estava sendo monitorado desde o ano passado, quando assumiu o comando da milícia, após a morte  do então chefe da organização criminosa, o ex-vereador Jonas Gonçalves da Silva, o Jonas é nós.

A polícia disse ainda que “MM” tem ligação com o grupo do miliciano conhecido como “Tandera”, miliciano mais procurado do Rio. De acordo com as investigações em conjunto  com as especializadas, o criminoso é responsável por  diversos homicídios, e a milícia a qual comandava, foi a primeira no Rio a se associar com criminosos do tráfico de drogas. 

Segundo a Polícia Civil, policiais da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), Delegacia Especializada de Armas e Munições (Desarme), Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (Drcpim) e da  Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), continuam o trabalho de inteligência e investigação para  prender as lideranças dos grupos paramilitares.