Mulher é assassinada pelo ex-marido no Rio do Ouro, em SG

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Publicada às 13h41 / atualizada às 15h

Mulher foi brutalmente assassinada na manhã desta quinta-feira (13), no bairro Rio do Ouro, em São Gonçalo. Segundo vizinhos, Foto: Alex Ramos

Uma mulher, identificada como Bruna Araújo Carvalho, de 31 anos, foi brutalmente assassinada na manhã desta quinta-feira (13), no bairro Rio do Ouro, em São Gonçalo. Segundo vizinhos, o autor do crime era ex-marido da vítima.

De acordo com testemunhas, o crime aconteceu na Rua Renato Girandi, quando a vítima teria ido junto com o tio e a filha, na casa onde morava pegar alguns pertences.

Segundo relatos, o ex-marido teria trancado os três em um quarto da residência. A mulher conseguiu fugir e pulou a janela, mas acabou sendo alcançada pelo pelo homem que iniciou as agressões utilizando correntes, coronhada, e barra de ferro.

Tiros

Vizinhos contaram ainda que o homem estava armado com um revólver e uma pistola e que chegaram a ouvir dois tiros por volta das 9h30. Foi quando a vítima, mesmo muito ferida e baleada, conseguiu correr para casa de moradores próximos.

“Ouvimos os barulhos dos tiros e a gritaria. Foi quando ela entrou e ele atrás dela, mandando a gente sair da frente. Ele terminou de matar e a gente assistiu ele dando tijolada e martelada. Pior coisa que eu já vi na minha vida. Ficamos impotentes, sem pode fazer nada”, disse uma testemunha que preferiu não se identificar.

Veículo roubado utilizado pelo ex-marido da vítima foi levado para a sede da especializada, em Niterói. Foto: Alex Ramos

Depois de cometer o crime, ele roubou um veículo de uma empreiteira e fugiu do local. Ainda segundo vizinhos, pelo localizador, a empresa percebeu o veículo parado na Ponte Rio-Niterói. A Polícia Militar foi chamada para o local e acionou a Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) que realizou perícia no local e vai investigar o crime.

Testemunhas foram foram até sede a especializada para prestar depoimento. Parentes da vítima também foram chamados e devem ser ouvidos ainda nesta quinta-feira (13). Segundo a Polícia Civil, o possível autor do crime deu entrada no Hospital Getúlio Vargas, no Rio, mas foi a óbito depois de deixar o veículo na ponte e atentar contra a própria vida.

Ele foi socorrido por Bombeiros do Gmar após a queda e identificado como Haroldo da Silva Amorim, de cerca de 30 anos. O corpo foi reconhecido por uma tia. De acordo com a polícia, o corpo da mulher foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, em São Gonçalo.