Niterói reabre espaço de atendimento para mulheres vítimas de violência

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Espaço passou por obras de infraestrutura. Foto: Luciana Carneiro / Ascom Niterói

A Prefeitura de Niterói reinaugurou, nesta quinta-feira (25), o Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos (Ceam). A unidade passou por obras de infraestrutura, pintura e adaptação dos espaços para prestar um melhor atendimento às usuárias. O equipamento faz parte da estrutura da Coordenadoria de Direitos e Políticas das Mulheres (Codim) e atende mulheres vítimas de diversas formas de violências como psicológica, física, sexual e financeira. A data marca o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher.

A primeira-dama da cidade, Christa Vogel Grael, esteve na cerimônia de reinauguração do Ceam e destacou a satisfação de fazer parte deste momento.

“É importante ter um espaço acolhedor para receber essas mulheres que vêm buscar apoio em um momento tão difícil. Nós somos maioria na cidade, mais de 53% são mulheres, e a gente precisa fazer um trabalho de formiguinha, mas de continuidade e divulgar cada vez mais esse espaço para que as mulheres possam saber das possibilidades que a cidade oferece”, afirmou Christa.

A coordenadora de Direitos e Políticas das Mulheres, Fernanda Sixel, reforçou o trabalho desenvolvido na Codim. Ela disse ter absoluta confiança que as ações da Codim vão salvar vidas, romper o ciclo da violência e possibilitar que essas mulheres iniciem uma nova trajetória.

“Esse é um dos primeiros equipamentos do Brasil em funcionamento e é muito simbólico que essa entrega seja feita nesta data, em um dia de luta. Esse espaço é o coração da Codim. É onde a política pública se efetiva, a nossa porta de entrada. Para além disso, queremos também construir a porta de saída para as mulheres e por isso estamos gerando oportunidades de formação, capacitação e lançamos o Programa Auxílio Social. A nossa meta é garantir a inclusão para que todas as mulheres reconheçam esse espaço como seu espaço, sua casa, o seu lugar de fala, referência, escuta e acolhimento”, declarou a coordenadora.

Nesta nova etapa, o Ceam recebeu o nome de Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos: uma homenagem a uma mulher, negra e feminista que fez parte da primeira equipe da Codim há 18 anos. Neuza Santos participou ativamente das ações da coordenadoria, foi conselheira do Conselho Municipal de Políticas para as Mulheres (CMP), integrante do Movimento Negro Unificado e representante do Fórum Estadual de Mulheres Negras da Alerj.

A coordenadora do Ceam, Ana Lúcia Fernandes, agradeceu e celebrou a entrega.

“A gente oferece o serviço num espaço onde a mulher se sinta confortável e segura ao vir buscar ajuda. A gente percebe que aumentou a procura, a credibilidade pelo serviço ofertado, aqui a mulher entende que não está sozinha. A questão da violência contra a mulher é uma responsabilidade de toda sociedade, disse Ana Lúcia.

O Ceam teve o número de profissionais ampliado e conta atualmente e conta atualmente na sua equipe técnica de 1 coordenadora, 2 assistentes sociais, 2 psicólogas, 1 assistente jurídica e 1 arteterapeuta. O acolhimento funciona na Rua Cônsul Francisco Cruz, 49, centro de Niterói.