Caso da família assassinada dentro de casa em São Gonçalo terá uma nova etapa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Simone Gonçalves Resende, Matheus Resende Khalil, Gabriel Botrel Miranda e Diego da Cunha, réus confessos do assassinato do diretor da OAB Wagner Salgado, da esposa dele Soraya Resende e da filha de 9 anos do casal, Giovanna, conseguiram um Habeas Corpus no início de agosto e estão soltos por ordem do Superior Tribunal de Justiça.

Nesta terça-feira (22) testemunhas ligadas aos réus serão ouvidas em Saquarema, onde moram. Em setembro, outra audiência de instrução e julgamento já está marcada na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo com a participação dos réus.

O crime ocorreu em fevereiro deste ano. A esposa do advogado, que era irmã de Simone, brigava com a família por causa de uma herança, o que teria motivado o crime. A família foi morta com vários tiros dentro de casa, no Barro Vermelho.