Ondas ‘perfeitas’ favorecem surfistas de competição em Itacoatiara

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Ondas são típicas desta época do ano. Foto: AN Press/Tony D’andrea

As ondas ‘perfeitas’ continuam favorecendo os surfistas, que, desde a última terça-feira, estão participando do Big Wave 2021 na Praia de Itacoatiara, Região Oceânica de Niterói. O Swel (perturbação na superfície da água ou abaixo dela) vem proporcionando ondas de até quatro metros, para deleite dos atletas.

A competição está reunindo grandes nomes e campeões mundiais de ondas grandes, nacionais e internacionais. Dentre eles, craques brasileiros como Pedro Calado e Gabriel Sampaio, que voltaram ao mar  para tentar mais ondas, e aumentar o somatório de pontos .

O Campeão mundial Lucas Chumbo, além de Pedro Goulart e Gilmar Catelani, já haviam participado do primeiro dia de competição .

O campeonato está sendo realizado no formato digital pela primeira vez no Brasil. Seguindo os protocolos sanitários de combate à pandemia, somente os surfistas, cinegrafistas e equipes de apoio que fizeram teste de Covid-19 podem participar da competição. 

Os atletas entraram no mar obedecendo o horário autorizado pelo Município, entre 6h e 10h. Não há público presencial, mas os fãs do esporte podem acompanhar o Itacoatiara Big Wave 2021 pelo Instagram no perfil @itacoatiarabigwave e também no portal Waves (www.waves.com.br).

Com a janela de competição aberta até o dia 30 de setembro, os atletas continuam surfando para melhorar a pontuação, mesmo que as ondas já tenham baixado. O campeonato ocorre durante o inverno, estação em que Itacoatiara costuma receber grandes ondulações. Itacoatiara tem se consolidado nos últimos anos como praia de referência no surf de ondas grandes no Brasil e atrai atletas da elite da modalidade.

Após o encerramento da janela, o material será julgado por uma comissão de arbitragem profissional, utilizando os critérios adotados pela Liga Mundial para o surf de ondas grandes. O resultado será anunciado até outubro. Ao todo, serão distribuídos R$ 50 mil em prêmios, divididos entre os surfistas e seus cinegrafistas.