Posto de combustível em Maricá é acusado de enganar motoristas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
posto de combustível
Responsável pelo posto no Flamengo preciso ser encaminhado à delegacia. Foto: Vítor Soares

Postos de combustíveis foram alvos de fiscalização na manhã desta quarta-feira (6) em Maricá. Durante a inspeção foram constadas irregularidades, inclusive com encaminhamento à delegacia.

O primeiro, Posto Oceano, na Avenida Roberto Silveira, bairro Flamengo, o responsável foi encaminhado à 82ªDP pra registro de ocorrência. No posto, as equipes do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) constataram irregularidades em quatro máquinas, em que o aferimento estava acima do demonstrado. Ou seja, o cliente pagava pra abastecer o com certa quantidade de combustível, a bomba registrava o valor a ser pago, mas a quantidade real de combustível que ia para o tanque era menor.

Outros dois postos foram fiscalizados nos bairros do Caxito e Aleluia, mas não foram identificadas irregularidades.

O motorista, José Francisco, de 55 anos, informou achar necessário essa fiscalização.

“A gente já paga muito caro e ainda é lesado. Tem que fiscalizar mesmo e garantir um produto seguro e de qualidade para o consumidor. Precisamos pagar e receber o combustível corretamente”

Segundo ainda polícia, a investigação iniciou há cerca de cinco meses e mais de 15 postos ainda serão fiscalizados ao longo de aproximadamente os próximos dois meses.

Caso o posto Oceano não cumpra as exigências, o estabelecimento pode ser fechado e as máquinas interditadas.

A responsável pelo posto, que preferiu ter a identidade preservada, justificou que acionará uma empresa com selo do Ipem para calibrar e regularizar em no máximo dois dias.