Postura de Renato Gaúcho na partida contra o Grêmio gera revolta entre flamenguistas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Trabalho de Jorge Jesus em 2019 se tornou um parâmetro para novos técnicos do clube carioca. Foto: Reprodução/TV Globo

A torcida do Flamengo segue insatisfeita com o trabalho realizado por Renato Gaúcho no comando técnico da equipe. Após a partida diante do Grêmio, nesta terça-feira (23), a insatisfação se tornou mais evidente após algumas atitudes do treinador. A revolta foi tanta que o nome do comandante rubro-negro parou nos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta quarta-feira (24).

Muitos flamenguistas entenderam que Renato estaria ‘facilitando a vida’ do Grêmio. O clube no qual o treinador é ídolo vive uma situação delicada no Campeonato Brasileiro. Algumas atitudes ao longo da partida reforçaram esta hipótese.

Ainda no primeiro tempo, o técnico conversou com o lateral-esquerdo Cortez, que foi seu comandado nos tempos de Tricolor Gaúcho. A atitude foi questionada pela torcida, que ironizou o comportamento de Renato à beira do campo.

Na volta do intervalo o Flamengo abriu o placar com Vitinho, aos 11 minutos do segundo tempo. Aos 23, o atacante ampliou para o clube carioca – mas o que chamou atenção foi a atitude de Renato. Ele não demonstrou qualquer sinal de felicidade com o gol marcado por sua equipe. A sua reação não foi bem vista pela torcida.

Mesmo após o Flamengo ter aberto 2 a 0 no placar na Arena do Grêmio, o Imortal correu atrás do empate com um a menos e a partida terminou empatada por 2 a 2. No apito final, Renato deu um abraço paternal no capitão gremista, Pedro Geromel, que foi seu comandado por anos.

Antes do jogo

Na última segunda-feira (22), torcedores gremistas foram ao local onde o elenco rubro-negro estava hospedado. Após Renato sair do hotal em direção ao ônibus, alguns torcedores pediram para o técnico ‘aliviar’ para o time gaúcho.