PSG passa sufoco diante do Brugge e empata na estreia do trio de craques

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Mbappé foi marcado de perto e acabou saindo machucado. Foto: Reprodução/Redes Sociais

A tão aguardada estreia do trio Messi, Neymar e Mbappé pelo Paris Saint-Germain aconteceu na tarde desta quarta-feira (15), no Jan Breydel Stadium, na Bélgica. No entanto, o desempenho passou longe do esperado e os franceses apenas empataram em 1 a 1 com o Club Brugge.

Os torcedores belgas lotaram as arquibancadas visando criar um ambiente hostil para a equipe parisiense. Contagiada pela vibração, a equipe do Brugge entrou em campo a mil por hora, chegando firme em cada dividida e tentando preencher cada espaço de sua intermediária.

Os primeiros sustos, inclusive, foram criados pelo ataque dos donos da casa. Em escanteio, aos 11, De Ketelaere ficou com a sobra e finalizou nas mãos do goleiro. Na sequência, Paredes vacilou na saída de bola, foi desarmado e precisou derrubar De Ketelaere para evitar chance claríssima de gol.

No entanto, a qualidade dos visitantes só precisou de uma chance para dar as caras. Mbappé recebeu pela esquerda, aos 16, colocou Mata para dançar e chegou à linha de fundo; com cruzamento rasteiro e forte, encontrou Herrera, na marca do pênalti, para finalizar no canto, colocado, e marcar o primeiro gol do jogo.

De forma surpreendente, o Brugge não abaixou a guarda e seguiu tentando contra-ataques perigosos, embora o PSG tivesse mais a bola – como apontava a lógica. Aos 22, Messi recebeu pela direita e achou bela enfiada de bola para Mbappé. O jovem finalizou cruzado, com muito perigo, para ótima defesa de Mignolet.

Valente, o Club chegou ao empate aos 26. Em mais um contragolpe, Sobol recebeu em profundidade na linha de fundo pela esquerda e cruzou rasteiro para o meio da área. Completamente livre, Vanaken invadiu a área para chutar firme e vencer o experiente goleiro Navas, levando o estádio à loucura.

O jogo ganhou em velocidade, com lances de perigo lá e cá. Aos 29, quase saiu o primeiro gol de Messi pelo clube francês. Do jeito que ele mais gosta, recebeu na entrada da área pela direita, levou para o meio e bateu colocado, com efeito, carimbando o travessão.

A resposta não demorou. Aos 32, em falta na intermediária, Vanaken buscou o canto direito e viu Keylor Navas voar para fazer uma excelente intervenção e jogar para escanteio. Com ímpeto forte, o Brugge apertava a saída de bola e forçava erros do sistema defensivo do PSG.

Aos 38, em mais um erro na intermediária, Marquinhos deu a bola para Mbappé na fogueira e permitiu a roubada de bola. De Ketelaere ficou com ela, tabelou com Vanaken e recebeu em profundidade para soltar a bomba. Navas, até então o melhor do PSG em campo, salvou mais uma vez.

Segundo tempo

O Club Brugge voltou do intervalo com a mesma intensidade dos primeiros 45 minutos. Logo aos 2, Lang recebeu em profundidade e finalizou sem ângulo, parando em Navas. Em seguida, em linda troca de passes, Hendry recebeu o cruzamento de De Ketelaere e pegou de primeiro, mas Kimpembe se jogou na bola para evitar a virada.

Aos 5, péssima notícia para os torcedores parisienses. O astro Mbappé caiu no gramado pedindo substituição com muitas dores no pé direito. Ele sentiu a lesão ao tentar puxar um contragolpe em alta velocidade e foi substituído por Mauro Icardi.

O PSG não conseguia controlar a partida mesmo tendo mais posse de bola. Sem objetividade e com menos intensidade do que o esperado, os visitantes pouco ofereceram perigo até os 25 minutos. A saída de Mbappé piorou ainda mais a situação da equipe de Mauricio Pochettino.

Aos 26, Neymar, até então apagado em campo, puxou a jogada pela esquerda e centralizou para Messi. Ele driblou o zagueiro, invadiu a área e chutou no canto, parando em boa defesa de Mignolet. A bola ainda voltou para os pés do argentino, que não conseguiu dominá-la e cedeu o tiro de meta.

De Ketelaere, um dos destaques do time belga, recebeu na intermediária pela direita e fez excelente cruzamento nas costas da zaga. Lang ajeitou o corpo e emendou um bonito voleio, mas mandou à direita do gol. Quase um gol de placa aos 30.

Ainda que sem jogar bem, o PSG chegava na base da qualidade individual. Nuno Mendes arrancou pela linha de fundo, superou o adversário na velocidade e cruzou para trás, encontrando Messi de frente para o gol. O craque acabou pegando muito embaixo da bola, mandando por cima do gol e perdendo chance clara.

A correria continuou até o último segundo, quando a transpiração já falava bem mais alto que a inspiração. No último lance, Lang ainda desperdiçou um ótimo contra-ataque ao chutar para fora depois de segurar muito a bola. No fim das contas, o empate ficou mais em conta para o PSG do que para o Brugge.

Diante do apito final, os torcedores belgas soltaram o grito como se fosse uma vitória. Eles sabem o tamanho do feito do modesto Club. No entanto, o elenco parisiense sabe que precisa jogar muito mais para fazer jus às expectativas e ao investimento.

Outros resultados

Manchester City 6 x 3 RB Leipzig

Liverpool 3 x 2 Milan

Atletico de Madrid 0 x 0 Porto

Besiktas 1 x 2 Borussia

Sporting 1 x 5 Ajax

Sheriff 2 x 0 Shakhtar Donetsk

Inter de Milão 0 x 1 Real Madrid