São Gonçalo lidera índice de furto de energia na área de concessão da Enel

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Consumidores que adotam esta prática, popularmente conhecida como “gato”, também estão colocando em risco as suas vidas e da população. Foto: Marcelo Tavares

A Enel Distribuição Rio fechou o ranking dos municípios atendidos pela distribuidora com os maiores índices de furto de energia no primeiro semestre de 2021. São Gonçalo lidera a lista, com índice de 39,9% de perdas de energia.

Isso significa que, de toda energia distribuída pela companhia na cidade, cerca de 40% é perdida – a maior parte devido ao furto de energia, também conhecido como “gato”. Duque de Caxias vem na sequência, com índice de 32,5%, e Itaboraí ocupa a terceira posição, com 32,3%, seguidas pelas cidades de Magé (30,8%) e Araruama (28%), respectivamente.  

A companhia tem intensificado cada vez mais o combate ao furto de energia. No primeiro semestre desse ano, a distribuidora realizou 152 mil inspeções em sua área de concessão, crescimento de 13% na comparação com as 134 mil inspeções realizadas no primeiro semestre de 2020. 

Como fruto desse trabalho, levantamento interno aponta que a companhia identificou 80 mil irregularidades entre janeiro e junho de 2021, um aumento de 111% em relação às 38 mil fraudes encontradas no mesmo período do ano passado. Com isso, a Enel Distribuição Rio conseguiu recuperar 234 milhões de kWh de energia furtada, o que representa uma expansão de 67% frente aos 140 milhões de kWh de volume de energia recuperado pela concessionária no primeiro semestre de 2020. O volume de energia recuperado pela distribuidora no primeiro semestre de 2021 seria suficiente para abastecer aproximadamente 130 mil residências por um ano com consumo médio mensal de 150/kWh. 

“A Enel Distribuição Rio vem intensificando nos últimos anos a fiscalização contra fraudes e furtos em todos os seus municípios da área de concessão. Esse tipo de ação contribui para a melhora da qualidade do serviço e para a segurança da população”, afirma Marcio Luis de Souza, responsável pela área de Operações Comerciais da Enel Rio. 

Furto de energia é crime 

A distribuidora também realiza constantemente ações de combate ao furto de energia em parceria com a Polícia Civil. No primeiro semestre deste ano, a empresa realizou 564 operações que resultaram em 73 pessoas detidas em flagrante, sendo 51% de clientes comerciais e 49% de residenciais. 

A concessionária alerta que fraudes e furtos são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a oito anos de detenção. Além disso, a distribuidora também cobra os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu a irregularidade, acrescida de multa, dos fraudadores. Cometem crime tanto as pessoas que executam fisicamente a fraude nas instalações quanto os titulares das contas de energia. 

Além de crime, as fraudes e furtos contribuem para tornar a conta de luz mais cara para todos os consumidores. Isso ocorre porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reconhece nas tarifas uma parte das chamadas “perdas comerciais”, como são denominados tecnicamente os furtos e as fraudes no jargão do setor elétrico. Esse reconhecimento tem por objetivo compensar parte do prejuízo da distribuidora com o valor da energia furtada e cobrir os custos para identificar e coibir as irregularidades. 

Outra consequência negativa é a piora na qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores da concessionária. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento de energia. A regularização dos clientes traz cidadania para essa parcela da população e beneficia todos os consumidores com um serviço de melhor qualidade. 

Consumidores que adotam esta prática, popularmente conhecida como “gato”, também estão colocando em risco as suas vidas e da população. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede elétrica correm o risco de choque e acidentes graves, que podem ser fatais. 

Combate ao furto de energia 

Os clientes que quiserem denunciar o furto de energia podem fazê-lo pela internet, pelo aplicativo Enel Rio ou pelo 0800 280 0120. Não é necessário se identificar.