‘Sou travesti e não é pejorativo’, diz Oda Thaylor, em desfile da SPFW

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Oda Thaylor está entre as travestis do casting e desfila pela Handred. Foto: Divulgação / Kevin Oux

A diversidade está garantida nesta edição do São Paulo Fashion Week. Oda Thaylor, que está entre travestis do casting garante:”Sou travesti. É necessário entender essa afirmação e palavra como não pejorativa”. A modelo é presença confirmada na grife Handred.

Além de Oda, o desfile conta com ainda com outras beldades:

Ana Patrocínio

Ana irá representar algumas grifes. Foto: Divulgação

Revelada em favela do Rio, a paulista de 25 anos retribui as oportunidades com ações sociais em comunidades carentes. Ana foi descoberta no projeto Coolhunterfavela, de Realengo.

Hoje, alcançou patamar de destaque na moda e dedica-se a ações para pessoas em vulnerabilidade social, realizando rodas de capoeira, bibliotecas itinerantes, contação de histórias para crianças e distribuição de itens de primeira necessidade em comunidades.

Ana desfila pelas marcas Ponto Firme, Sankofa – Naya Violeta e Martins.

Julia Menezes

Julia faz parte do elenco em Verdades Secretas 2. Foto: Divulgação

Integrante do elenco de Verdades Secretas 2, a carioca, de 21 anos, estreia nos desfiles presenciais, como estrela da Sankofa – Santa Resistência.

“Sou muito grata à carreira na moda, foi assim que eu pude ajudar minha família e colaborar na luta que minha mãe trava contra o Alzheimer”

Sasha Meneghel

Sasha Meneghel está entre as modelos que desfilam nesta edição do SPFW. Foto: Divulgação

Destaque da Misci, a estrela desfila com exclusividade para a grife de moda sustentável.