Canadá

Ideologia versus Realidade

Os reflexos da liberação das drogas a partir de ideologias

Homeless ( pessoas sem teto) e viciados usam, a céu aberto e em público, todo tipo de substância entorpecente nas ruas do Canadá.
Homeless ( pessoas sem teto) e viciados usam, a céu aberto e em público, todo tipo de substância entorpecente nas ruas do Canadá. |  Foto: Divulgação / Timur Weber

Estou no Canadá a passeio, visitando meu filho e minha nora, que agora vivem, trabalham e estudam aqui. A minha última visita ao país foi há mais de 15 anos. Na época, fiquei encantada com tudo que vi, adorei a organização, a limpeza, a segurança e a hospitalidade dos canadenses. O único ponto complicador que percebi, àquela altura, foi o frio extremo, que até hoje é um desafio para os seus habitantes.

O Canadá é um país de dimensões continentais. Mas embora seja imenso em tamanho, é pouco povoado e, justamente por esse motivo, tem uma política de incentivo à imigração, o que o torna um destino atraente para quem deseja ter uma vida digna, com um salário justo e boas condições de subsistência.

No entanto, há um problema muito grave, que se desenrola sob as vistas de todos, e que precisa ser enfrentado... o nome dele é IDEOLOGIA, e vem causando um estrago de proporções gigantescas na sociedade canadense.

Ideologia

Mas afinal, o que é uma ideologia? Quando vemos um conjunto de ideias propostas no plano abstrato, norteando pensamentos e comportamentos de determinados grupos sem nenhuma evidência concreta de sua aplicabilidade e/ou eficácia, estamos diante de uma ideologia.

A liberação das drogas vem, há muito tempo, sendo defendida por grupos políticos, profissionais da área da saúde mental, artistas e outros, como sendo um caminho hábil para evitar o tráfico ilícito de entorpecentes. Trata-se de um exemplo de ideologia, que onde vem sendo aplicada e tem gerado consequências nefastas para toda a sociedade.

Acontece que um comportamento degradante, moral e social, não deixa de sê-lo apenas por ter sido legalizado. A criminalidade e a violência, decorrentes do tráfico de drogas, tampouco desaparecem com a regulamentação do uso. Ao contrário, surgem novas e mais potentes drogas, a fim de manterem os consumidores vinculados aos fornecedores. Os traficantes se mantêm na ilegalidade para faturarem cada vez mais alto, com o vício alheio.

No Canadá, não tem sido diferente. A política esquerdista e repleta de ideologias de Justin Trudeau, aliado a políticos que vêem no discurso de liberação das drogas uma oportunidade, está degradando, destruindo e vulnerabilizando as grandes cidades.

Homeless ( pessoas sem teto) e viciados usam, a céu aberto e em público, todo tipo de substância entorpecente nas ruas do Canadá. Quando o frio é muito intenso ou chove forte, eles adentram os shopping centers, lanchonetes e outros estabelecimentos, onde continuam a utilizar suas drogas livremente, podendo tornar-se violentos e agressivos, quando censurados ou convidados a retirarem-se.

Dormem sob as marquises dos prédios, abordam transeuntes, criam verdadeiros acampamentos nas ruas (em Los Angeles, há quarteirões inteiros de barracas de camping, em pleno centro da cidade, onde consomem-se drogas livremente, há prostituição, violência e todo tipo de crime).

Como um país próspero e seguro abre mão dessa segurança e do bem estar de sua população em prol de pessoas que não possuem condições de avaliar seus comportamentos, agem como zumbis, tornam a cena pública vulnerável e horrorizam a sociedade com sua falta de limites, tornando certos locais perigosos? A resposta é simples: por ideologia dos que estão no poder. Muitos dos quais sequer saem às ruas sem carros blindados e seguranças, a fim de testemunharem os efeitos de suas medidas políticas. Em troca de votos e apoio de certos grupos, as regras são flexibilizadas a tal ponto que pode tornar insustentável a situação.

Drogas

O uso desenfreado de drogas, no Canadá, hoje, incluindo-se aí crack, metanfetamina, heroína e outros é, sem sombra de dúvida, o maior problema social e de saúde pública a ser enfrentado. Todos os países que adotaram a política de liberação do uso de drogas, recentemente, passam por esse problema, que tornou-se praticamente insolúvel.

Que possamos aprender com esses exemplos para que o Brasil não se torne a próxima vítima desta ideologia, que só funciona no reino da fantasia. No mundo real esta só causa caos, dor e destruição. Os traficantes inventarão novas drogas e os usuários serão presas cada vez mais fáceis em um cenário desolador que não pode terminar bem.

Erika Figueiredo - Direito e Muito Mais

Erika Figueiredo - Direito e Muito Mais

A niteroiense Erika da Rocha Figueiredo é escritora, promotora de justiça criminal, mestre em ciências penais e criminologia e membro da Escola de Altos Estudos em Ciências Criminais e do MP Pro Sociedade.

< 'Vai preso na moral', diz PM a acusado de tráfico na Baixada; vídeo Moradores de SG lotam as ruas para ver Caravana da Coca-Cola <