Tribunal

Empresária quer tirar R$ 15 milhões de Ricky Martin; entenda

Ex-empresária exige pagamento pelos serviços prestados

A ex-empresária exige um julgamento por júri
A ex-empresária exige um julgamento por júri |  Foto: Rede Social
 

Um dos cantores mais desejados dos anos 90, Ricky Martin, está sendo processado por sua ex-empresária, Rebecca Drucker. A moça coordenou a carreira do cantor entre 2014 e 2018 e retornou em 2020.

De acordo com o site TMZ, os advogados da empresária afirmam que o cantor se recusou a pagar os 'milhões de dólares' em comissões que lhe deve pelos serviços que foram prestados em uma segunda parceria entre eles, que aconteceu entre maio de 2020 a abril de 2022.

Rebecca cobra US$ 3 milhões - cerca de R$ 15 milhões - do artista porto-riquenho, afirmando que foi manipulada, além de ter sido ameaçada por ele que teria tentado fazer com que ela assinasse um acordo de confidencialidade para receber o dinheiro, mas a empresária se recusou.

Ainda de acordo com informações, a queixa foi apresentada ao Tribunal Distrital Central de Los Angeles, nos EUA, e o documento alega que a ex-empresária negociou e orientou o artista no fechamento de 'contratos de gravação, acordos de turnê, patrocínio e outros empreendimentos profissionais'. 

O processo, ainda, relata um episódio que supostamente Ricky foi ameaçado com uma "alegação de um possível fim de carreira", mas graças a Drucker teria saído 'ileso' e 'ressurgiu profissionalmente'. Rebecca exige um julgamento por júri em todas as questões e causas da ação. Que babado, né?!

< Fluminense encaminha acordo com substituto de Luiz Henrique Passageiros detêm suspeito que tentava assaltar ônibus no Rio <