Esportes

Barroca "assume", cobra postura e deve mudar meio time

Contratado no último dia 27 pelo Botafogo, Eduardo Barroca testou positivo para o Covid-19 e não pôde assumir o time efetivamente. Felipe Lucena, seu auxiliar, comandou o time desde então. Somente nesta sexta-feira (11), o novo técnico conseguiu liberação para dar treinos e estar na beira do campo.

Imagem ilustrativa da imagem Barroca "assume", cobra postura e deve mudar meio time
Eduardo Barroca está liberado para comandar o time. Foto: Vitor Silva/Botafogo

O técnico foi contundente e falou muito em mudança de postura - algo muito cobrado pelos torcedores. Em vídeo na Botafogo TV, ele mandou um recado para os alvinegros.

– Estou aqui para mandar uma mensagem a todos os botafoguenses, estou de volta ao trabalho, já tive uma reunião com todo o grupo, jogadores e comissão técnica. Estou aqui para passar uma mensagem de sentimento, falar que temos ciência do momento que estamos passando. Com muito trabalho, dedicação e mudança de hábito precisamos dar uma resposta imediata. Dentro da conversa que tive com o grupo, espero que tenhamos a possibilidade de iniciar a reviravolta diante do Internacional.

O treinador disse já ter conversado com os atletas buscando um renascimento dentro do campeonato e prometeu um novo Botafogo já no jogo de sábado, contra o Internacional, no Beira-Rio.

– Tenho ciência que com muita união, de direção, comissão técnica e jogadores, e principalmente torcedores que sempre estão ao nosso lado, vamos com muito trabalho entregar o que o Botafogo precisa. Estou aqui para falar frontalmente para o torcedor do Botafogo, todos sabem meu sentimento pelo clube e o desafio que encarei para estar aqui, com muita coragem. Muita dedicação, organização, entrega, empenho, mudança de hábito que precisamos a curto prazo. Eu vou ser a figura junto aos jogadores para cobrar essa mudança de atitude.

E a necessidade de mudança não deve ficar só no discurso. Depois de mais uma derrota apática, Barroca deve promover várias alterações no time titular. Com Marcelo e Forster suspensos, a zaga deve ser formada por Kanu e Helerson. O volante Cícero, que já foi improvisado na função, corre por fora.

Nas outras posições, Kevin, Victor Luis, Honda e Matheus Babi devem voltar à equipe titular. Marcinho, Nazário e Pedro Raul, muito questionados pela torcida, sairiam.

O Botafogo ocupa a 19ª colocação com apenas 20 pontos em 24 partidas disputadas e precisa desesperadamente de uma vitória para iniciar uma reação, já que o Sport, primeiro time fora da zona de rebaixamento, já tem 25 pontos.

< Meia rubro-negro é finalista do Puskas contra Son e Suárez Enem: inscrições prorrogadas para pessoas privadas de liberdade <