Esportes

Benfica consegue segurar o PSV e vai à fase de grupos da Champions League

Imagem ilustrativa da imagem Benfica consegue segurar o PSV e vai à fase de grupos da Champions League
O sorteio dos grupos da Liga dos Campeões acontece na próxima quinta-feira (26). Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Benfica está classificado para a fase de grupos da Champions League. A equipe de Jorge Jesus conseguiu a vaga ao segurar um importante 0 a 0 nesta terça-feira (24), na Holanda, após ver o brasileiro Lucas Veríssimo ser expulso ainda no primeiro tempo. Com a vitória por 2 a 1 no jogo de ida, em Portugal, os benfiquistas saíram vitoriosos nos playoffs.

Precisando reverter o resultado negativo do jogo de ida, no qual perdeu por 2 a 1 no Estádio da Luz, em Portugal, o PSV tentou impor seu ritmo logo nos primeiros minutos. Cercando a grande área dos lusitanos, os holandeses buscavam espaços para criação de jogadas - mas a equipe de Jorge Jesus se defendia bem, evitando a blitz inicial.

O Eindhoven insistia nas triangulações e tramas rápidas na intermediária, mas sem sucesso; ora errando no último passe, ora sendo parado com falta. Focado em defender, o Benfica ensaiava alguns contra-ataques de forma tímida - e, aos 27, criou a primeira chance clara do jogo. Após bate-rebate na grande área, a bola sobrou para Rafa Silva, na frente do gol, mas ele teve seu chute bloqueado para escanteio.

O PSV respondeu aos 29. Após cruzamento de Gotze, a bola cruzou toda a área e chegou no lateral Max. Ele pegou de primeira, em chute forte e rasteiro, e acertou a rede pelo lado de fora. O lance serviu para agitar o bom público no Philips Stadion. A torcida do clube, chamada de "exército vermelho", era uma das principais armas na busca pela pela classificação.

aos 32, duro golpe para o Benfica. O zagueiro brasileiro Lucas Veríssimo acertou uma cotovelada no rosto do adversário. Como já havia recebido um cartão amarelo logo nos primeiros minutos, ao cometer falta após ser desarmado na saída de bola, ele foi punido pela segunda vez e acabou expulso - deixando Jorge Jesus com cara de poucos amigos.

Aos 41, a melhor chance do PSV na primeira etapa. Tirando proveito da superioridade numérica, Madueke fez jogada individual, invadiu a área pela direita, passou pelo último marcador e tentou ajeitar o corpo para bater no canto, mas Vlachodimos abafou e salvou o Benfica.

Apesar da pressão, sobretudo após a expulsão de Veríssimo, a equipe holandesa não conseguiu transformar o volume de jogo em grandes oportunidades na primeira etapa - chegando com possibilidade clara de marcar em apenas duas oportunidades.

Segundo tempo

Os primeiros 15 minutos da etapa complementar repetiram o padrão da primeira parte do jogo: o PSV cercando a defesa do Benfica, sem encontrar espaços para penetrar a fortaleza montada pelo Mister. Prevendo uma pressão ainda maior, Jesus trocou o meia Taarabt pelo zagueiro Vertonghen e fechou ainda mais a casinha.

Quando o time português arriscou uma subida ao campo de ataque, foi o PSV quem aproveitou para contragolpear. Aos 17, Gakpo foi lançado em profundidade pela direita e cruzou rasteiro para Zahavi, que se jogou na bola e perdeu gol incrível, acertando o travessão com o goleiro Odysseas já vendido no lance. Na sequência, Ramalho arriscou da entrada da área e esbarrou em boa defesa do camisa 1.

Aos poucos, o PSV conseguia encontrar os espaços para buscar o gol da classificação. O Benfica passou a ser pressionado de forma ininterrupta, com avanços fortes pelos lados do campo. A sequência de bolas perigosas alçadas à área levou Jorge Jesus à loucura na beira do campo. Ainda assim, os portugueses seguravam a classificação na marra.

A 15 minutos do fim, o time lusitano estava todo dentro do primeiro terço do campo - enquanto o PSV trocava passes de lado a lado na entrada da área. O clima de tensão era cristalino, já que, àquela altura, um erro de qualquer um dos lados praticamente sacramentaria a classificação.

Aos 39, Sangaré avançou pelo meio e abriu para Vertessen dentro da área. Ele avançou livre e finalizou duas vezes, em grandes intervenções seguidas de Odysseas. Pouco depois, aos 45, em falta na entrada da grande área, Zahari assumiu a cobrança mas acabou carimbando a barreira e ficando com o escanteio.

O Benfica segurou a pressão até os 50 do segundo tempo e ficaram com a classificação. Apesar da pressão durante toda a partida, o PSV não fez um grande jogo e não conseguiu reverter a vantagem dos benfiquistas.

O sorteio dos grupos da Liga dos Campeões acontece na próxima quinta-feira (26).

< Após viralizar, Mariana do VR de R$ 900 dispara: 'Nem é esse valor todo' Polícia Militar retira barreiras impostas pelo tráfico em São Gonçalo <