Esportes

Flamengo encaminha venda de Gerson a clube europeu

Imagem ilustrativa da imagem Flamengo encaminha venda de Gerson a clube europeu
Gerson de saída do Flamengo. Foto: Alexandre Vidal/CRF

O Flamengo está cada vez mais próximo de confirmar a venda do volante Gerson ao Olympique de Marseille, da França. A proposta inicial girava em torno de 20 milhões de euros, mas, após nova rodada de negociações entre as partes, o Rubro-Negro conseguiu impor novas condições que podem elevar e muito os ganhos do clube.

As tratativas podem ser divididas em três partes: valor financeiro, cláusulas contratuais e lucro futuro. Juntando tudo, a expectativa do clube da Gávea, após longas conversas que envolveram o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, e o pai e empresário do atleta, Marcão, é receber cerca de 40 milhões de euros - ainda que a médio ou longo prazo.

A quantia inicial deve ficar em torno de 25 milhões de euros, que devem ser parcelados, e mais 5 milhões de euros pagos no ato da transferência. Só aí, na cotação atual, o Rubro-Negro lucrará praticamente R$ 200 milhões. No entanto, algumas metas estabelecidas em contrato, com gatilhos de produtividade individual e coletiva do meiocampista, que vão de minutagem em campo, gols e assistências até classificações a competições europeias, devem encrementar ainda mais a negociação.

Por fim, mas não menos importante, o Flamengo negocia para ficar com uma porcentagem entre 15 e 25% dos direitos econômicos do jogador visando uma futura revenda. Como o Olympique não é um clube de primeiro escalão europeu, é provável que sirva como um 'ponto de partida' para o jogador nesta volta ao velho continente, sendo observado pelos gigantes da Champions League e mudando de clube novamente em breve.

As tratativas já estão passando pelos ajustes finais e a expectativa é que a venda de Gerson seja concretizada até o fim desta semana. Diante da iminente saída de um de seus principais jogadores, o clube se antecipou ao fechamento da janela e solicitou a volta do volante Piris da Motta, emprestado ao Gençlerbirliği, da Turquia - onde disputou 36 partidas, mas terminou rebaixado no campeonato local.

< Brasil passa de 450 mil mortes por Covid-19 Maricá ganha exposição que retrata história da cidade <