Brasil & Mundo

Arroz e feijão podem ficar mais baratos no estado do Rio

Imagem ilustrativa da imagem Arroz e feijão podem ficar mais baratos no estado do Rio
A isenção do ICMS vai baratear o custo dos alimentos que são os mais básicos no prato da nossa população. Foto: Karina Cruz

O arroz e o feijão vendidos no Estado de Rio de Janeiro passam a ser isentos da cobrança do Imposto de Circulação sobre Mercadorias e Serviços (ICMS). É o que determina lei sancionada pelo governador Cláudio Castro, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (3). O texto também estabelece isenção do ICMS para os serviços que envolvem o transporte estadual e intermunicipal dos dois produtos.

"A isenção do ICMS vai baratear o custo dos alimentos que são os mais básicos no prato da nossa população. Uma medida que é ainda mais importante nesse período de tantas dificuldades causadas pela pandemia. A parcela que o estado deixará de arrecadar vai se transformar em economia para milhares de famílias, principalmente as mais vulneráveis" afirmou Castro.

Com a nova legislação, a carga tributária que incide sobre o feijão e o arroz fica equiparada à do estado de São Paulo. O projeto que deu origem à lei é do deputado Rosenverg Reis (MDB).

< Campeã do BBB 21 Juliette Freire acerta em cheio com EP e web reage Neymar é criticado pela forma física após jogo contra o Chile: 'O pai tá gordo' <