Cidades

Cursos gratuitos ensinam sobre afroempreendedorismo em Niterói

Imagem ilustrativa da imagem Cursos gratuitos ensinam sobre afroempreendedorismo em Niterói
Serão oferecidas 100 vagas em parceria com o Sebrae. Foto: Arquivo

Foram abertas, nesta segunda-feira (20), as inscrições para cinco cursos gratuitos de afroempreendedorismo do Programa Potência Negra, coordenado pela Subsecretaria de Promoção de Igualdade Racial (Supir). Serão oferecidas 100 vagas em parceria com o Sebrae, por meio do convênio assinado, também nesta segunda-feira, para capacitação e acompanhamento dos alunos. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail [email protected] até o dia 30 de setembro.

De acordo com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, as aulas acontecerão no modelo híbrido (presencial e remoto), das 13h às 17h, e terão início no dia 5 de outubro com encerramento em 12 de dezembro.

Os cursos abordarão temas como Planejamento de Negócios, Técnica de Vendas, Gestão de Microempreendedor Individual (MEI), Ação Empreendedora, Expansão de Negócios e Fluxo de Caixa. Os participantes que concluírem a capacitação poderão participar de feiras de afroempreendedorismo que estão sendo organizadas pela Supir junto aos parceiros, como o Plaza Shopping.

“O afroempreendedorismo é um importante eixo do Programa Potência Negra, já que possibilita novas oportunidades para a população negra que tem o talento de empreender, criar, sonhar e administrar seu próprio negócio”, destaca o secretário municipal de Direitos Humanos, Raphael Costa.

O Programa Potência Negra possui um conjunto de ações e projetos articulados, baseados em quatro eixos: inserção da juventude no mundo de trabalho, cursos profissionalizantes, empreendedorismo negro e incentivo à diversidade no setor privado. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os negros representam 72,9% dos desempregados do país, de um total de 13,9 milhões de pessoas nesta situação.

“Há uma demanda na cidade pelo fomento ao empreendedorismo, que também gera emprego e renda. Este projeto, viabilizado a partir da parceria com o Sebrae, representa um avanço para a população negra da cidade”, reforça a subsecretária de Igualdade Racial, Glória Anselmo.

< Lotação nas barcas com serviço em estado de falência Dia da Árvore com plantio e doações de mudas em Cabo Frio, na Região dos Lagos <