Rio de Janeiro

Adolescente suspeito de planejar ataque em escola é internado

Investigação teve início a partir de um alerta do Google

Foi determinada a busca e apreensão de todos os equipamentos eletrônicos encontrados na residência do adolescente
Foi determinada a busca e apreensão de todos os equipamentos eletrônicos encontrados na residência do adolescente |  Foto: Marcelo Tavares
  

A juíza Vanessa Cavalieri, da Vara da Infância e da Juventude da Capital, determinou nesta sexta-feira (24) a internação provisória de um adolescente suspeito de planejar um ataque a uma escola do Centro do Rio.

A investigação teve início a partir de um alerta do Google à Interpol, que identificou um vídeo publicado no YouTube com conteúdo que sugere risco iminente de morte ou lesão grave a terceiros.

A Interpol, em cooperação com a Polícia Federal, localizou a escola. Inicialmente, acreditava-se que o responsável pelo vídeo fosse um aluno do colégio, cuja mãe era titular da conta do YouTube. No entanto, a diretora da escola identificou o aluno apreendido pela Justiça como o autor do conteúdo.

Os vídeos mostram o adolescente exibindo armas de fogo, falando sobre planos de cometer um massacre na escola e mencionando a data de 20 de abril como dia marcado para a ação. Essa data coincide com o aniversário do massacre de Columbine, nos Estados Unidos, em 1999, e é associada a uma série de incentivos a ataques a escolas na chamada deep web.

A decisão da juíza Vanessa Cavalieri leva em conta a gravidade dos fatos, indícios suficientes de autoria do ato infracional e o perigo de o adolescente concretizar seus planos caso permaneça em liberdade. Além disso, a investigação aponta para a possível existência de outras pessoas envolvidas no plano.

Foi determinada também a busca e apreensão de todos os equipamentos eletrônicos encontrados na residência do adolescente e do aluno do colégio, bem como a quebra do sigilo de dados e comunicações.

O caso

Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) realizaram, nesta sexta-feira (24), a 'Operação Liberatio', contra um adolescente que planejava um atentado contra alunos e professores de uma escola do Centro do Rio.

Os agentes foram às ruas para cumprir mandados de busca e apreensão domiciliar e de adolescente infrator. O menor foi localizado na própria escola.

< capa 250323 Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 6 <