Polícia

Espancado por populares acusado de invadir casa e fazer reféns em Niterói

Imagem ilustrativa da imagem Espancado por populares acusado de invadir casa e fazer reféns em Niterói
Acusado foi espancado por populares. Foto: Lucas Benevides

Um homem foi espancado por populares, na madrugada desta terça-feira (21), após ser acusado de invadir uma casa e fazer uma mulher e uma criança de reféns no Barreto, na Zona Norte de Niterói.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, agentes da corporação foram acionados, por volta de 2h, para socorrer uma vítima de espancamento no cruzamento entre as ruas Doutor March e Sá Pinto. Ao chegarem no local, encontraram o homem ensanguentado e com diversas marcas de agressão pelo corpo. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL), no Fonseca.

Segundo testemunhas, ele teria invadido uma residência e feito duas pessoas reféns, sendo convencido a se retirar da casa e, em seguida, espancado com madeiras e tubos de PVC. Na manhã desta terça-feira, as marcas da agressão contra o suspeito ainda estavam no cruzamento entre as vias e chamaram a atenção de quem passava pelo local.

“Rapaz, tem uma galera ‘cracuda’ que não tem o mínimo de discernimento. Eles invadem casas e quando a população pega, acontece isso aí”, disse um comerciante da via, que preferiu não se identificar.

Embora haja a informação de que uma das vítimas havia ficado ferida, o Corpo de Bombeiros não confirma essa versão. Questionada a respeito da ocorrência, a Polícia Militar ainda não respondeu.

< Emprego: mais de 1,3 mil vagas disponíveis no estado do Rio Vítima de bala perdida próximo a mercado em SG <