Polícia

'PM precisa ser vista', diz novo comandante do batalhão de Niterói

Imagem ilustrativa da imagem 'PM precisa ser vista', diz novo comandante do batalhão de Niterói
O tenente-coronel Marcelo Ramos do Carmo (à esquerda) diz que o trabalho será com muito empenho e galgado na ostensividade. Foto: Vitor Soares

Com pouco mais de 30 dias no comando do batalhão de Niterói (12º BPM), o coronel Roberto Christiano Dantas deixou a liderança nesta terça-feira (31). Quem assume os trabalhos é o tenente-coronel Marcelo Ramos do Carmo. A passagem do comando aconteceu nesta tarde no 12º BPM, no centro da cidade.

Durante o discurso, o agora ex-comandante do quartel de Niterói resumiu a breve passagem à frente do batalhão niteroiense. Foram 22 armas apreendidas, incluindo um fuzil.

Aposta na ostensividade

Ex-chefe do Degase, o tenente-coronel Carmo já comandou importantes batalhões do estado, incluindo o de Itaboraí (35º BPM). O militar diz que o trabalho será com muito empenho e galgado na inteligência e ostensividade.

"Fiquei pouco tempo no Degase, convocado para gerenciar uma crise em função de denúncias de agentes contra os adolescentes. Fui convidado pelo novo secretário pra assumir essa missão aqui no 12º BPM. Vamos galgar em alguns pilares estratégicos pra gestão. Vivemos parceria, a municipalidade de Niterói enxergou a necessidade de estar imbuída da segurança pública. Vamos estimular mais essas parcerias e no pilar da inteligência. Hoje não se faz mais ação da Polícia Militar sem esse pilar. Investir cada vez mais na ostensividade. A PM precisa ser vista e é isso que transmite a sensação de segurança e a prevenção dos delitos"

Coronel Dantas assume nesta quarta o Comando de Policiamento Ambiental (CPAm). A cerimônia acontece às 14h, no Colubandê, em São Gonçalo.

< Tumulto com presos e armas apreendidas no Centro de Niterói Idosos acima de 90 anos ganham dose de reforço em Niterói <