Inacreditável

Preso motorista acusado de estupro em Niterói; vítima engravidou

Vítima tinha saído da Cantareira; crime ocorreu no ano passado

Acusado responderá pelo crime de estupro de vulnerável; audiência de custódia acontece nesta segunda (8)
Acusado responderá pelo crime de estupro de vulnerável; audiência de custódia acontece nesta segunda (8) |  Foto: Divulgação

Um motorista de aplicativo, de 39 anos, foi preso no último sábado (6), em São Gonçalo, acusado pelo crime de estupro de vulnerável contra uma mulher - que denuncia ter ficado grávida.

O homem foi capturado no bairro de Neves. A vítima é uma mulher, de 38 anos, que conseguiu realizar o aborto legal no Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

O caso aconteceu em novembro do ano passado, em Niterói, segundo informações confirmadas pela Operação Segurança Presente, ao ENFOCO.

Violência

Segundo a Polícia Civil, a vítima e mais duas amigas pegaram uma corrida, após uma festa na Cantareira, no Gragoatá, seguindo em direção ao bairro Cubango, no dia 8 de novembro de 2023.

Durante o trajeto, a última amiga desceu em Santa Rosa, deixando a passageira sozinha com o motorista. Em depoimento à polícia, a vítima relatou que estava sob efeito de álcool e teve dificuldades para efetuar o pagamento da corrida pelo aplicativo bancário ao chegar em casa.

Foi nesse momento que o motorista, de forma ameaçadora, teria dito: "Se você não tem dinheiro para pagar, você vai pagar de outra forma", diz trecho da denúncia.

O homem, então, ordenou que ela passasse para o banco da frente do veículo, onde cometeu o crime. Após o estupro, ele a ajudou a sair do carro e foi embora sem finalizar a corrida, que só foi encerrada na residência do agressor, no bairro São Lourenço.

Trauma

Abalada pelo ocorrido, a mulher procurou ajuda médica para tomar medidas preventivas contra doenças sexualmente transmissíveis e engravidamento.

Apesar disso, em janeiro de 2024, ela descobriu estar grávida e buscou assistência no Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão, onde realizou um aborto legal.

As investigações conduzidas pela 76ª DP (Niterói) levaram à identificação do acusado, resultando na emissão de um mandado de prisão preventiva pela juíza Juliana Grillo El-Jaick, da 4ª Vara Criminal de Niterói.

Audiência de custódia

A captura do motorista ocorreu após uma denúncia anônima recebida pelos agentes da Operação Segurança Presente.

O acusado, que foi levado primeiramente à 73ª DP (Neves), responderá pelo crime de estupro de vulnerável, já que a vítima estava bêbada e não tinha como se defender. O motorista de aplicativo vai passar por uma audiência de custódia nesta segunda-feira (8).

< Vídeo: ladrão é pego no flagra pendurado em fios em Niterói Shopping de Icaraí é esvaziado após queda de fachada: ‘Sem prazo' <