Madureira

Tiroteio fecha oito escolas da rede municipal na Zona Norte do Rio

PM ocupa as comunidades do Complexo da Serrinha

Imagem ilustrativa da imagem Tiroteio fecha oito escolas da rede municipal na Zona Norte do Rio
 

Pelo menos oito escolas da rede municipal estão fechadas, nesta terça-feira (7), por conta de uma operação policial no Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Desde as primeiras horas da manhã a Polícia Militar ocupa a região. 

Moradores usaram as redes sociais e relataram que vários confrontos foram registrados na comunidade. Traficantes atearam fogo em barricadas para impedir a entrada dos policiais. Um veículo blindado foi atacado em um dos acessos à Serrinha. 

Por meio de nota, a PM informou que equipes atuam na região para verificar denúncias de atuação de traficantes em alguns pontos. Apesar do aparato usado, até a última atualização não havia informação de prisões ou apreensões. 

Imagem ilustrativa da imagem Tiroteio fecha oito escolas da rede municipal na Zona Norte do Rio
 

Pânico

Moradores relataram que por conta dos tiroteios as pessoas foram obrigadas a entrar em estabelecimentos comerciais para buscar abrigo. Na Avenida Ministro Edgard Romero, houve correria e bloqueio da via. 

A Secretaria Municipal de Educação informou  que a unidades escolares da região do Complexo da Serrinha foram fechadas e "estão prestando atendimento remoto, para garantir a segurança de alunos e funcionários, em decorrência de operações policiais na área".

"É importante lembrar que a Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, instituiu o Programa Acesso Mais Seguro em unidades localizadas em áreas de conflito. O programa tem como objetivo mitigar riscos por meio de protocolos que são aplicados por professores, alunos e toda a comunidade escolar em situações de risco. Sempre que há uma situação de risco o protocolo é acionado".

< PM que matou caseiro após suposto tiro acidental está preso Lud paga R$ 50 em cordão e cai no 'Golpe do Pelourinho' na Bahia <