Ônibus têm rota alterada para fugir de assaltos na BR-101

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Ônibus têm rota alterada para fugir de assaltos na BR-101
Motoristas estão autorizados a usar rota alternativa. Foto: Karina Cruz

Motoristas da empresa 1001 estão sendo orientados a traçarem rotas alternativas para viagens com destino ao Norte Fluminense. Acontece que o trajeto pela BR-101, a Niterói-Manilha, altura de São Gonçalo, está sendo considerada de grande risco envolvendo assaltos.

A viação justifica que os trajetos estão sendo feitos pela Alameda São Boaventura, em Niterói, eventualmente, mas que a alteração não é fixa.

Em nota a empresa afirma que, eventualmente, os motoristas são orientados a alterar o itinerário. Uma medida temporária, que visa evitar ações criminosas e a segurança dos passageiros, e não de uma mudança permanente na rota.

Perigo

Mesmo patrulhado pela Polícia Rodviária Federal (PRF) e monitorado por câmeras da concessionária que administra a via diariamente, criminosos seguem impondo medo e risco aos motoristas que precisam utilizar a via para se locomover.

Segundo a PRF, de janeiro a agosto de 2020, foram 117 roubos a veículos, sem especificar os casos em coletivos. Já em relação ao mesmo período deste ano, foram 333 crimes. Um aumento em mais de 180% nas estatísticas.

A polícia justifica que os números de 2021 demonstraram aumento em relação ao mesmo período de 2020, por ser considerado ano atípico devido às restrições de circulação causadas pela pandemia, mas uma redução considerável em relação a 2019 e que todos esses indicadores são acompanhados diariamente pela PRF.

Operação Égide

O órgão lembrou ainda que está em curso a Operação Égide, iniciada no dia 1º de outubro deste ano, e faz parte do planejamento e repressão ao crime nas rodovias federais fluminenses.

A ação foi desencadeada após análise e mapeamento dos principais pontos críticos do estado. As ações têm como principal objetivo o combate ao roubo de cargas, veículos e coletivos e também ao tráfico de drogas e armas.

Sobre o caso relacionado à empresa 1001, a PRF informa que não recebeu nenhum comunicado da empresa sobre o desvio no caminho e que é importante que se possa fazer uma comunicação através do canal 191.

Monitoramento

De acordo com a concessionária que administra o trecho, o monitoramento da BR-101 é feitos 24 horas por dia, tanto por meio das câmeras instaladas em pontos estratégicos, como pelas viaturas de inspeção de tráfego que estão constantemente em trânsito na via.