Mercado

Niterói demanda plano urbano sustentável e inclusivo

Modernas teorias de urbanismo trabalham com o conceito de cidade

É preciso democratizar as áreas urbanas a partir da construção de moradias em áreas que ofereçam infraestrutura
É preciso democratizar as áreas urbanas a partir da construção de moradias em áreas que ofereçam infraestrutura |  Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói
 

O crescimento econômico e populacional de Niterói demanda novas moradias e planejamento urbano sustentável e inclusivo, assim como em diversas cidades do país e do mundo. É preciso democratizar as áreas urbanas a partir da construção de moradias em áreas que ofereçam infraestrutura para os seus residentes no dia a dia, tais como disponibilidade de serviços e comércio, facilidade de acesso ao local de trabalho e lazer.

Dificultar o desenvolvimento urbano na cidade, impedindo a chegada de novos moradores em espaços com estrutura disponível, não é sinônimo de preservação. Bairros habitados por poucos, com baixa densidade populacional, mas já contando com infraestrutura disponível e com farto acesso aos serviços, devem ser acessíveis a toda a população, que paga, através de seus impostos, os investimentos que custearam essa infraestrutura, e, por isso mesmo, são espaços que não devem ficar restrito a poucos beneficiados. 

As mais modernas teorias de urbanismo trabalham com o conceito de cidade compacta e sugerem o crescimento nos eixos e centros de bairros para facilitar o acesso aos serviços e comércio, contribuindo para efetiva redução do uso de automóveis e otimização do uso dos espaços públicos.

A proposta é evitar o espraiamento urbano e aproveitar a infraestrutura existente, impedindo o processo de crescimento da cidade sobre áreas verdes e espaços inabitados, sem qualquer infraestrutura, o que acabaria resultando em um alto custo para toda a sociedade.

O conceito de verticalização urbana representa compartilhar e otimizar o uso do solo e dos recursos naturais, e com a perspectiva de tornar os bairros autossuficientes, reduzindo os deslocamentos interbairros – o que representaria uma enorme contribuição para o não agravamento do aquecimento global e redução da poluição ambiental.

Ao planejar a compra de um imóvel em Niterói, para morar ou investir, procure um dos associados da ADEMI-Niterói e assegure a realização de um bom negócio, de acordo com seu perfil, contando com o acompanhamento de um profissional experiente, desde a localização do bem até a assinatura da aquisição.

Richard Sonsol - Mercado Imobiliário

Richard Sonsol - Mercado Imobiliário

Presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Niterói (Ademi), Richard Sonsol é formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e manager da Bacos Construtora.

< FGTS pode ser usado para quitar até 12 parcelas atrasadas de imóveis PMs são baleados em comunidade da Zona Norte do Rio <