Entretenimento

Cyberpunk 2077 – O jogo que prevê o futuro?

Imagem ilustrativa da imagem Cyberpunk 2077 – O jogo que prevê o futuro?
O novo jogo de mundo aberto sairá nesta quinta-feira (10). Foto: Divulgação

Como você se imagina daqui a um ano? Podendo sair de casa e curtir a vida sem COVID?! (Esperamos que sim), mas como imagina que será o mundo em 2077? Bem, esse é justamente o objetivo de Cyberpunk 2077, o novo jogo de mundo aberto que sairá nesta quinta-feira (10) para Playstation 4, Xbox One, PC e Google Stadia (com upgrade para Playstation 5 e Xbox Series S/X no início do ano que vem).

No game você encarnará na pele de V, em que você definirá se quer ser homem ou mulher e qual será sua origem, podendo ser um(a) nômade, marginal ou corporativo. O que parece ser uma escolha aleatória e inofensiva, na verdade é o verdadeiro charme do jogo, em que você está no controle de praticamente tudo, ou seja, as muitas escolhas que você irá fazer definem o seu rumo na história. E isso não se aplica somente à origem do personagem, mas a sua personalidade e aparência, tendo uma gama absurda na variedade de personalizações, em que até o tamanho das partes íntimas pode se estipulado pelo jogador.

https://www.youtube.com/watch?v=zOxO2mkXGZk

O jogo acaba se dividindo em duas partes que se mesclam muito bem, as missões principais, que são obrigatórias para todo jogador fazer, e as secundárias, que são alternativas, mas que apesar disso enriquecem a jogatina, já que há relatos de gamers que receberam uma versão adiantada do jogo e já fizeram duzentas horas nele e ainda estão longe de chegar ao final do game. Tornando-se extremamente atrativo para pessoas que gostam de se demorar em um jogo e explorar bastante tudo o que ele tem a oferecer.

Todas essas narrativas se passam em Night City, uma cidade futurista (afinal é 2077), repleta de tecnologia, onde os implantes cibernéticos são extremamente comuns, e também dominada pela corrupção. Os cenários dela são de tirar o fôlego, com exagero de luzes e luxos, ao mesmo tempo que contrasta com a pobreza de certas localidades, que mesmo representando algo mais simples, não deixa de ser impressionante, transmitindo uma imersão de mundo fantástica para quem o joga

Além de tudo isso, o jogo celebra a cultura pop de uma forma impressionante, com uma lista extensa de músicas que tocam o tempo inteiro e aparições de personagens famosos dentro e fora do mundo dos games, como por exemplo Keanu Reeves, que te acompanhará na aventura assumindo o papel de um rockstar terrorista.

Quanto a mais detalhes da história, é necessário comprar o game e se aventurar por ele, mas, ao que parece, Cyberpunk 2077 irá agradar muito os fãs de jogos de mundo aberto, além de elevar um pouco mais o nível de imersão que eles propõem (e é o mínimo que se espera dele, já que foi adiado desde março desse ano para se aperfeiçoar e finalmente chegará aos consoles de todo o mundo).


Jonny Salles
é acionado pelo mundo nerd, que acompanha, debate e vivencia, seja numa roda de amigos, ou em seu canal do Youtube ‘Geek Barba’.

< Capitão Nelson e Bolsonaro discutem segurança de São Gonçalo Inscrições reabertas para vagas no Hospital Antônio Pedro <