Entretenimento

Ligação é opcional! Celulares gamers ganham espaço no mercado

Desde o clássico "Nokia tijolão", em que jogávamos o "jogo da cobrinha", os celulares vêm servindo para outras funções além de fazer ligações e mandar mensagens, desenvolvendo cada vez mais aplicações com o avanço da tecnologia. Assim, com o passar dos anos, os simples aparelhos viraram smartphones, com câmeras mais potentes, internet melhor, telas mais brilhantes e coloridas, ultrapassando o básico. Dessa forma, os celulares da atualidade acabaram sendo divididos em nichos, seja para fotografar, fazer esportes ou jogar games.

Com o aumento de jogos destinados a celulares e a evolução de gráficos, empresas de tecnologia voltaram as atenções para produzir aparelhos que conseguissem suportar e reproduzir esses games sem engasgos e travamentos, anunciando os celulares gamers. O lançamento mais recente referente a esse mercado em constante ascensão é a linha ROG (Republic of Gamers) Phone 5, que foi apresentado oficialmente para o Brasil nesta quarta-feira (22), prometendo ser o smartphone mais potente do mundo, sendo um dos poucos a chegar em território nacional.

O ROG Phone 5s

https://www.youtube.com/watch?v=ULnPiyNtUQo
Smartphone chega no Brasil com 3 versões diferentes. Vídeo: Divulgação

O smartphone chega no Brasil com 3 versões diferentes. A mais "básica" possui 8GB de memória RAM e 128GB de armazenamento, a intermediária vem com 12GB de RAM e 256GB de armazenamento, enquanto a versão mais potente, chamada de Pro, conta com 18GB de RAM e 512GB de espaço interno para guardar quaisquer jogos. Todos os aparelhos contam com o processador de última geração snapdragon 888+, tela com 144Hz de atualização, que traz uma resposta mais fluída nos jogos, bateria robusta e gatilhos virtuais no aparelho, similares aos que encontramos nos joysticks de consoles.

Com muito estilo, os aparelhos também são equipados com LEDs (algo obrigatório para os gamers), design futurista e diversos acessórios que auxiliam na jogatina, como um adaptador nas laterais, que adicionam botões aos celulares e um cooler, para resfriar o aparelho, fazendo com o que ele seja capaz de rodar jogos mais potentes e por mais tempo sem que esquente excessivamente. Além de alto-falantes ´potentes, para maior imersão do jogador.

Claro que esses aparelhos não são baratos, sendo o mais básico no valor de R$5.999, e o mais robusto custando R$12.999.

O mercado de jogos para celulares

É muito provável que você tenha pelo menos um jogo no seu celular, por mais simples e leve que seja, podendo ser para se distrair em uma fila de banco ou realmente para se dedicar a um e-sport (esporte digital). Essa adesão aos jogos de celulares é perceptível na pesquisa feita pela Newzoo.com em 2020, a qual revela que 48% do mercado de games no mundo é destinado aos jogos mobile, enquanto a outra metade é dividida entre os consoles e os computadores.

Imagem ilustrativa da imagem Ligação é opcional! Celulares gamers ganham espaço no mercado
Pesquisa sobre o mercado global de games mobile. Fonte: Newzoo.com

Portanto, podemos afirmar que é questão de tempo até que outras grandes empresas se dediquem a fazer celulares exclusivamente para os gamers, já que é um mercado em constante ascenção, uma vez que a facilidade e comodidade de levar os jogos em um aparelho que está sempre com o usuário, torna sua aderência algo extrememante natural. Além disso, também há o fato de que alguns smartphones já possuem desempenho superior a consoles em certos jogos, como o iPhone 12 ou Samsung S21, os quais conseguem rodar o Pokémon Unite melhor que o próprio Nintendo Switch.

Atualmente, um dos maiores impeditivos de se investir em celulares gamers certamente é o preço, que definitivamente não é barato, se assemelhando, ou se tornando superior, ao valor de consoles de última geração, como Xbox Series S/X e Playstation 5, e até de computadores voltados para o público gamer, deixando os smartphones dessa categoria como última alternativa, sendo apenas uma opção de luxo.

Mas então, acha que vale a pena ter um celular gamer, ou melhor continuar nos tradicionais videogames e computadores?

< Feirão de negociação de contas de energia será realizado em Cabo Frio Botafogo visita CSA para aproveitar tropeço dos líderes na Série B <