Esportes

CBF não divulga imagens do VAR em lance duvidoso de Vitória x Botafogo

Imagem ilustrativa da imagem CBF não divulga imagens do VAR em lance duvidoso de Vitória x Botafogo
CBF não divulgou linha de impedimento traçada pelo VAR em gol anulado. Foto: Reprodução

O Botafogo empatou fora de casa com o Vitória, nesta quarta-feira (29), pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, um lance já no fim da partida poderia ter dado a vitória ao Alvinegro - mas acabou anulado pelo árbitro de vídeo.

Nos acréscimos da segunda etapa, após cruzamento na área, Luís Oyama chutou de primeira, a bola desviou na zaga e ficou à feição para Rafael Moura mandar para a rede. O bandeirinha assinalou impedimento do atacante e, posteriormente, o VAR confirmou a posição irregular.

No entanto, a Confederação Brasileira de Futebol não divulgou as imagens das linhas traçadas para designar a irregularidade. É costume da entidade tornar público o uso da tecnologia minutos após a marcação - mas não o fez ainda até esta quinta-feira (30).

Durante a transmissão dos Canais Premiere, o especialista e ex-árbitro Sandro Meira Ricci opinou contra a marcação do assistente.

"No momento do chute, a posição do Rafael parece legal. O que pode ter acontecido é impedimento no momento da falta, em que (Barreto) participava da jogada. Árbitro deixa seguir e depois oferece opinião", disse.

Repercussão

A torcida do Botafogo movimentou as redes sociais com reclamações sobre a arbitragem. Além do gol anulado de maneira polêmica, os alvinegros também contestaram a expulsão do zagueiro Kanu - também criticada por Sandro Meira Ricci.

https://twitter.com/botafogo_NSC/status/1443407374807670786
https://twitter.com/MuseuBFR/status/1443403570355838980
https://twitter.com/TaticaAlvinegra/status/1443404490640658435
https://twitter.com/futtmais/status/1443403723032698883
https://twitter.com/_thiagofranklin/status/1443422053013594112
https://twitter.com/TiagoJite/status/1443404982527610880
< Perseguição, prisão e prejuízo para o tráfico de Niterói 'He-Man' assassina torcedor vascaíno e é sentenciado a 51 anos de prisão <