Esportes

Gabigol e mãe são hostilizados após eliminação na Copa do Brasil; jogador se pronuncia

Imagem ilustrativa da imagem Gabigol e mãe são hostilizados após eliminação na Copa do Brasil; jogador se pronuncia
Torcida que compareceu ao Maracanã protestou contra o time. Foto: Gilvan de Souza/CRF

Com a derrota por 3 a 0 para o Athletico-PR, em pleno Maracanã, o Flamengo foi eliminado das semifinais da Copa do Brasil - o que gerou grande insatisfação da torcida Rubro-Negra, principalmente com o atacante Gabigol.

Depois de ser atingido por um copo de cerveja na saída do campo e ter sua mãe hostilizada por torcedores, o jogador se pronunciou, nesta quinta-feira (28), em suas redes sociais.

"Isso é o futebol, e sei que no Flamengo temos de vencer e queremos vencer sempre, sempre com respeito e dedicação à instituição que defendemos. Mas jamais aceitarei agressões, falta de respeito e xingamentos, principalmente com meus familiares, que tanto se dedicaram para que eu pudesse estar aqui hoje", escreveu o atacante em seu perfil oficial do Instagram.

Garantido na final da Libertadores, o Fla vem passando por momentos de instabilidade na temporada - com sequência de quatro jogos sem vitória, entre eles uma derrota no clássico com o Fluminense e, agora, eliminação na Copa do Brasil.

Gabriel Barbosa deixou clara a frustação com o resultado negativo, mas que ficou surpreendido com a agressão na saída de campo.

"Deixei o campo chateado com a derrota, revoltado por não conseguir ajudar meu Flamengo e me deparei com uma cena que jamais imaginei que passaria: ser agredido com um copo, que voou em minha direção por torcedores que certamente não representam nossa Nação! Minha vida é o futebol, minha vida é minha família e a eles protegerei sempre! Estão sempre nos jogos torcendo, incentivando e cuidando de mim! Não vou tolerar, em hipótese alguma, que eles sejam alvo de agressões, de ofensas e xingamentos", completou o camisa nove.

Buscando retomar o caminho das vitórias, o Flamengo volta a entrar em campo neste sábado (30), em confronto direto com o Atlético-MG, pelo Brasileirão, às 19h, no Maracanã.

Pronunciamento

Confira, na íntegra, o posicionamento do atacante nas redes sociais:

"Após algumas horas de reflexão, resolvi vir a público falar dos acontecimentos da noite de ontem (27) no Maracanã. Não foi um dia para celebrar, não só pela eliminação de um torneio que queríamos muito conquistar e tenho certeza que todo elenco está chateado com o resultado, mas ciente de que podemos dar a volta por cima e almejar novas conquistas!

Isso é o futebol, e sei que no Flamengo temos de vencer e queremos vencer sempre, sempre com respeito e dedicação à instituição que defendemos. Mas jamais aceitarei agressões, falta de respeito e xingamentos, principalmente com meus familiares, que tanto se dedicaram para que eu pudesse estar aqui hoje.

À Nação, sei da história linda que construímos a longo destes anos todos. Vocês me motivam, me impulsionam a ser melhor a cada dia. Como disse uma vez, quebramos barreiras juntos e isso está no meu coração!

Deixei o campo chateado com a derrota, revoltado por não conseguir ajudar meu Flamengo e me deparei com uma cena que jamais imaginei que passaria: ser agredido com um copo, que voou em minha direção por torcedores que certamente não representam nossa Nação!! Minha vida é o futebol, minha vida é minha família e a eles protegerei sempre! Estão sempre nos jogos torcendo, incentivando e cuidando de mim! Não vou tolerar, em hipótese alguma, que eles sejam alvo de agressões, de ofensas e xingamentos

Os acontecimentos de ontem me entristecem demais, mas tenho a certeza de que sairemos ainda mais fortalecidos. O futebol é alegria, é respeito, é empatia, é RESPONSABILIDADE!! Que cada um possa refletir sobre os atos e com eles evoluam para termos um Maracanã como ele deve ser".

Gazeta Esportiva

< Segundo painel de grafite ganha cores em Alcântara, em São Gonçalo Facebook anuncia mudança de nome nesta quinta <