Esportes

PSG amassa o Brugge com show de Mbappé e Messi na Champions League

Imagem ilustrativa da imagem PSG amassa o Brugge com show de Mbappé e Messi na Champions League
Dupla de ataque comandou as ações na Champions League. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Com uma blitz inicial e pressionando forte durante todo o primeiro tempo, o Paris Saint-Germain venceu o Club Brugge por 4 a 1, no Parque dos Príncipes, nesta terça-feira (7), pelo encerramento da fase de grupos da Champions League. Com gols de Mbappé (2) e Messi (2), os franceses mantiveram o segundo lugar do grupo.

Mesmo já classificada, a equipe parisiense começou o jogo a mil por hora. Querendo dar uma resposta positiva após dois empates consecutivos no campeonato francês, o PSG abriu 2 a 0 em seis minutos com dois gols do craque Kylian Mbappé.

O primeiro saiu logo no primeiro minuto, em rebote do goleiro Mignolet após finalização cruzada de Nuno Mendes; já o segundo saiu aos 6, em linda enfiada de bola do argentino Di Maria, com o francês girando dentro da área e pegando de primeira no ar para estudar as redes.

A pressão não parou por aí. Aos 11, em erro na saída de bola do Brugge, Messi ficou com a posse de bola e enfiou em profundidade para Di María, que saiu na cara de Mignolet e finalizou tirando do arqueiro - que fez grande defesa com a mão direita. Com as linhas altas, o Paris pressionava na marcação e encurralava os belgas em seu campo de defesa.

Aos 15, Gueye quase marcou um belo gol. Di María cruzou na área, o zagueiro Marquinhos resvalou de cabeça e a bola ficou à feição para um lindo voleio do volante. No entanto, a bola acabou subindo demais e passou bem acima da baliza dos visitantes, que não conseguiam sair do campo de defesa.

A primeira subida perigosa do Club Brugge foi aos 23 minutos. Vanaken deu ótimo passe para Sandra, que infiltrou na área pela direita e ficou frente a frente com o goleiro Donnarumma. A finalização à queima-roupa saiu rasteira, mas em cima do camisa 50, que conseguiu rebater com os pés. Diallo afastou o perigo na sequência.

Messi quase marcou aos 31. Em triangulação com Di María e Mbappé, o argentino saiu em boas de finalizar - mas acabou sendo bloqueado pela defesa belga. Embora comandasse as ações no campo de ataque, o melhor do mundo ainda não havia conseguido chutar ao gol.

O primeiro tiro ao gol de Lionel saiu aos 34. Em sua especialidade, o baixinho enfileirou adversários com facilidade, carregou a bola sem ser incomodado e finalizou cruzado, sem tanta força. Mignolet se atirou para salvar na ponta dos dedos.

Mas ele é insistente. Ele é o melhor do mundo. Logo depois, aos 37, ele recebeu virada de jogo de Mbappé, dominou com classe e repetiu a sua jogada característica até chegar na entrada da área, dentro da meia lua. Com o chute colocado fatal, ele colocou o 3 a 0 no placar e saiu para o abraço, sendo muito celebrado pelos torcedores.

O PSG ainda quase chegou ao quarto gol antes do intervalo. Aos 43, Mbappé foi lançado em profundidade, invadiu a área no corpo a corpo com o zagueiro e chutou de canhota, já desequilibrado, mandando por cima do gol. Primeiro tempo de domínio absoluto dos donos da casa, ainda que tenha dado espaços na defesa.

Segundo tempo

O Paris iniciou a segunda etapa de forma lenta e viu o Brugge ocupar mais o campo de ataque - embora sempre errando no último passe. Aos 5, Rits recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou para fora sem perigo. Logo na sequência, Lang escorou cruzamento para De Ketelaere, que finalizou de canhota em cima de Donnarumma.

Aos 8, Lang arriscou de fora da área e obrigou Donnarumma a fazer grande defesa ao saltar no canto direito e jogar para escanteio. Relaxado diante da vantagem no placar, o PSG ainda não havia acordado nos 45 minutos finais, enquanto o Brugge tentava diminuir o prejuízo no sonho pela vaga na Europa League.

O Brugge mostrava bom volume de jogo, mas faltava efetividade. Aproveitando bem os espaços deixados pelo PSG, os visitantes rondavam a área - mas pecavam no último passe e nas finalizações. Com a vitória parcial do RB Leipzig por 1 a 0 sobre o mistão do Manchester City, o terceiro lugar ficava ainda mais distante.

Voltando ao campo de ataque, os donos da casa tiverma duas boas chances seguidas com Di María. Aos 19, em bonita jogada individual, ele tentou um toque de bico no contrapé do goleiro e tirou tinta da trave; já aos 22, ele recebeu na entrada da área, pela direita, e chutou colocado para boa defesa de Mignolet.

Quem marcou, no entanto, foi o Club Brugge. Após arrancada de _ pela intermediária, a bola chegou até _ dentro da área. Ele bateu de canhota, com efeito, tirando de Donnarumma, e diminuiu o placar para 3 a 1 aos 23 minutos. O gol motivou alguns protestos na arquibancada - que, até então, dava uma trégua nas críticas ao técnico Pochettino.

Kylian Mbappé acordou após o gol adversário. Aos 27, ele recebeu na ponta esquerda, cortou para dentro deixando Mata para trás e chutou cruzado, colocado, forçando Mignolet a salvar novamente os belgas. O craque francês passou a ser bastante acionado pela ponta, fazendo jogadas individuais e conseguindo faltas e escanteios.

Aos 29, Messi tabelou com Ander Herrera dentro da área e acabou derrubado por Van der Brempt. Pênalti claro, assinalado na hora pelo árbitro. Na cobrança, o argentino fuzilou o canto esquerdo de Mignolet, que sequer se mexeu. Foi o quarto gol do melhor do mundo nesta edição da Champions League.

Mesmo em ritmo de jogo-treino, o PSG encontrava facilidade sempre que apertava o adversário no ataque. Por outro lado, o 'amistoso' serviu para mostrar que também há muita coisa a melhorar - principalmente no sistema defensivo. Foram mais de 10 finalizações sofridas e muito espaço deixado entre as duas primeiras linhas de jogo da equipe.

Nos últimos minutos, a partida se arrastou com as duas equipes sentindo o cansaço. Desmotivado pela vitória parcial do Leipzig sobre o City por 2 a 1, o Brugge já havia praticamente desistido da vaga na Europa League. O PSG, por sua vez, tocava a bola e evitava o desgaste e as divididas.

Desta forma, a fase de grupos chegou ao fim para o Grupo A. O Manchester City garantiu a liderança com 12 pontos apesar da derrota para o Leipzig. O Paris Saint-Germain ficou com a segunda colocação somando 11 pontos. Já o Leipzig ficou com o terceiro lugar, com 7 pontos, garantindo a ida à Europa League. O Brugge ficou na lanterna com 4.

< Alameda, em Niterói, terá faixa exclusiva para motociclista Covid-19: Biodescontaminação e sanitização nas escolas de São Gonçalo <