Esportes

Sem Neymar, PSG vence com show de Mbappé e Messi na Champions

Imagem ilustrativa da imagem Sem Neymar, PSG vence com show de Mbappé e Messi na Champions
Lionel Messi e Kylian Mbappé decidiram o jogo para o PSG. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Mesmo com muitas dificuldades no setor defensivo, o Paris Saint-Germain venceu o RB Leipzig na base da qualidade individual de seus principais jogadores. Na ausência de Neymar, a equipe parisiense foi salva por Mbappé e Neymar e triunfou de virada por 3 a 2 no Parque dos Príncipes, pela terceira rodada da fase de grupos da Champions League.

Como esperado, diante do estilo ofensivo das duas equipes, o jogo começou à toda velocidade e teve pelo menos duas ótimas chances de gol para cada lado antes dos 10 minutos. O PSG tentava sufocar, mas o Leipzig respondia do outro lado com muita velocidade.

Aos 11, saiu o primeiro gol. Com os visitantes postados no campo de ataque, Marquinhos roubou a bola na altura do meio-campo e lançou para Draxler, acionando o contra-ataque. Ele disparou pela intermediária e tocou para Mbappé, que encarou o zagueiro Orbán, deu belo drible de corpo e chutou firme, rasteiro, no canto direito do goleiro Gulácsi.

Apesar do gol muito cedo, o Leipzig não se intimidou. Aos 26, a equipe austríaca carimbou a trave em finalização de André Silva na marca do pênalti. Pouco depois, aos 28, em contragolpe rápido, Angeliño recebeu pela esquerda e cruzou forte, atravessando toda a área e encontrando André Silva - que, desta vez, empurrou para a rede no segundo pau.

O time da casa rondava a área de ataque e tinha bem mais posse de bola (72% contra 28% no primeiro tempo), mas a virada quase veio aos 41 em mais uma chegada perigosa do Leipzig. Nkunku recebeu na entrada da área, se livrou de Kimpembe e chutou forte, cruzado, à direita da meta de Navas, tirando tinta da trave.

Segundo tempo

O jogo voltou para a etapa final com a mesma pegada: muita intensidade e com dois times jogando para vencer. O Paris continuou dominando as ações, mas acabava afunilando os ataques e facilitando os desarmes do sistema defensivo adversário.

Por outro lado, a equipe francesa marcava mal. O Leipzig abria o jogo e girava a bola até encontrar os espaços nas costas dos defensores. Desta forma, o gol da virada saiu aos 12 - em jogada muito parecida com o primeiro. O lance chegou até Angeliño pela esquerda; ele cruzou à meia altura na linha da pequena área e Mukiele infiltra entre os defensores para escorar de primeira e balançar a rede.

A virada fez com que o PSG se lançasse ainda mais ao campo de ataque. E o empate veio quando os austríacos cometeram o único erro que não podiam: vacilaram na frente de Mbappé e Messi. Aos 21, o francês roubou a bola na intermediária e disparou pela direita até invadir a área e cruzar para o argentino. Ele chapou no canto e viu a bola desviar no goleiro e na trave antes de entrar.

Aos 27, o PSG retomou a dianteira do placar em mais uma participação fundamental de Mbappé. A jovem estrela foi lançada por Draxler pela esquerda, partiu para o mano a pano e foi empurrado dentro da área. Pênalti cobrado com genialidade por Messi, que deu uma cavadinha no meio do gol enquanto o goleiro Gulácsi pulava para o canto.

Foi a vez de o Leipzig se mandar para o campo de ataque. Com tabelas e triangulações muito rápidas, a equipe austríaca colocou os parisienses na roda - mas não conseguiram buscar o empate. Com muitos problemas defensivos, o time de Pocchetino segurou-se como pôde e saiu de campo com os três pontos.

Nos acréscimos, ainda houve tempo para Kylian Mbappé desperdiçar um pênalti. Após Hakimi ser derrubado dentro da grande área, o VAR chamou o árbitro para analisar o lance e ele confirmou a grande penalidade. No entanto, na cobrança, o francês pegou muito embaixo da bola e acabou isolando a cobrança.

Panorama

A vitória foi importantíssima para o PSG em termos de classificação. Com os três pontos, a equipe francesa chegou aos 7 pontos e recuperou a liderança do Grupo A - sendo perseguido de perto pelo Manchester City, que chegou a 6 ao golear o Club Brugge por 5 a 1 fora de casa.

O Club Brugge, apesar da surra sofrida em casa, segue vivo na disputa com quatro pontos, na terceira colocação. Já o RB Leipzig, apesar do bom futebol demonstrado até aqui, fica na lanterna sem ter conquistado nenhum ponto sequer. A equipe austríaca precisa de um milagre para sonhar com a classificação.

Na próxima rodada, Manchester City e Brugge se encaram na Inglaterra num confronto direto pela vice-liderança. Enquanto isso, Leipzig e PSG voltam a ficar frente a frente, desta vez na Áustria, onde a equipe da casa tentará iniciar sua recuperação. As duas partidas acontecem no dia 3/11, às 17h.

< Ação termina com 137 autuações de trânsito na Zona Norte de Niterói Obras do corredor viário de São Gonçalo começam em até três meses, diz secretário <