Esportes

SG sofre gol aos 53 do segundo tempo e é eliminado na semifinal do Carioca

Imagem ilustrativa da imagem SG sofre gol aos 53 do segundo tempo e é eliminado na semifinal do Carioca
Yuri marcou o gol do São Gonçalo na semifinal. Foto: Jhonathan Jeferson

O São Gonçalo Esporte Clube perdeu para o Serrano neste sábado (9), por 2 a 1, no Alzirão, em Itaboraí, e foi eliminado na semifinal da Taça Maracanã, o primeiro turno da Série B1 do Campeonato Carioca. O gol da derrota saiu aos 53 minutos do segundo tempo.

Antes mesmo do jogo ter início, o São Gonçalo quase acabou eliminado da competição. Isto porque não havia ambulância no campo de jogo - algo exigido pelo regulamento da competição. Com uma tolerância de meia hora, o carro chegou com 21 minutos de atraso, confirmando a realização do confronto semifinal.

A equipe gonçalense foi quem criou a primeira grande chance de gol, acertando uma bola na trave logo nos primeiros minutos. No entanto, o primeiro gol foi dos visitantes. Gustavo completou o cruzamento de cabeça e colocou o Serrano na frente logo aos 20 minutos - obrigando os donos da casa a saírem para o jogo.

Não demorou muito para o empate sair. Aos 27, Yuri Soares deixou tudo igual - resultado que já dava a vaga na grande final para o Mais Querido. No restante da primeira etapa, as equipes arriscaram pouco e foram para o intervalo com o 1 a 1 no placar.

Segundo tempo

A etapa final teve um perfil bem definido: enquanto o Serrano tentava pressionar, o São Gonçalo tentava virar o jogo nos contra-ataques. Enquanto de um lado Alex Chander perdeu chance incrível para os visitantes, o atacante Sabão parou duas vezes no goleiro Bruno, desperdiçando ótimas oportunidades de matar o confronto para os mandantes.

Embora precisasse de um gol para ficar com a vaga, a equipe Alviazul não conseguia ser contundente em suas subidas ao ataque - embora tivesse mais posse de bola. As chegadas mais perigosas eram através de bolas paradas, como faltas laterais ou escanteios.

Nem mesmo nos minutos finais o Serrano conseguiu pressionar com intensidade. Mesmo sem ficar com a bola, o São Gonçalo sempre esteve mais perto de chegar ao segundo gol através dos perigosos contragolpes - embora não estivesse em seus melhores dias nas finalizações.

Já no último minuto, em mais bola alçada na área, o juiz marcou pênalti para o Serrano na disputa de bola e iniciou uma grande confusão dentro de campo. A polícia precisou entrar no gramado e intervir para separar a briga. Na cobrança, o atacante Adrianinho, que havia entrado no segundo tempo e criado duas boas chances, venceu o goleiro Matheus e deu a vaga ao clube da serra.

Depois do apito final, jogadores e comissão técnica do São Gonçalo partiram para cima da arbitragem e tentaram algumas agressões. A polícia precisou intervir novamente para evitar o pior. Muito provavelmente, os acontecimentos terão desdobramentos no tribunal e o clube, assim como os jogadores envoldidos, pode ser punido.

Grande final

O adversário do Serrano na decisão da Taça Maracanã será o Pérolas Negras, que derrotou o Campo Grande por 1 a 0 no Estádio Ítalo del Cima, casa do adversário. Os dois finalistas se classificaram na segunda posição de seus grupos e resistiram à vantagem do empate para o adversário em seus confrontos.

Agora o duelo vale taça - e uma vaga na grande final da Série B1 do Campeonato Carioca. A partida acontece no próximo sábado (16), às 15h. O mando de campo, definido através de sorteio realizado pela FERJ nesta sexta-feira (8), será do Pérolas Negras. A partida acontece no Estádio do Trabalhador, em Resende.

< Acusado por crime de extorsão é preso em São Cristóvão PMs doam brinquedos em comunidades carentes de Niterói <