Cidades

Fortes chuvas causam estragos no interior do Rio de Janeiro

Imagem ilustrativa da imagem Fortes chuvas causam estragos no interior do Rio de Janeiro
Todas as pessoas atingidas pelo desastre natural já foram cadastradas pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. Foto: Ascom Resende

A Prefeitura de Resende, no interior do Rio de Janeiro, criou um abrigo provisório para acolher 34 moradores da Comunidade São Januário, no bairro Jardim do Sol, que ficaram desabrigados após os transtornos causados pelas fortes chuvas entre a tarde de quarta-feira (27), e a madrugada desta quinta (28).

O abrigo temporário é na Escola Municipal Governador Roberto Silveira, no bairro Paraíso, onde, a partir de doações, 26 adultos e 8 crianças receberam os primeiros cuidados e refeições, além de produtos de limpeza e alimentos não perecíveis que serão destinados às famílias na retomada de seus lares.

Várias equipes da Prefeitura se mobilizaram para salvar a vida da população afetada pelo transbordamento do Rio Pirapetinga na altura da Comunidade São Januário. Estas famílias foram resgatadas pelos agentes da Defesa Civil do Município, com o apoio do Corpo de Bombeiros, por barcos e encaminhadas ao abrigo temporário.

Todas as pessoas atingidas pelo desastre natural já foram cadastradas pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, com objetivo de dar todo o suporte necessário nestes primeiros momentos.

A intensidade da chuva ultrapassou a previsão do tempo, que era de 25mm, chegando à máxima de 118,2mm na Região da Grande Alegria. Houve cheias e transbordamentos do Rio Alambari, na Região da Serrinha, e do Rio da Pedra Preta e do Rio Pirapetinga, ambos em Vargem Grande.

Também teve queda de barreira na RJ-161, perto de Vargem Grande, onde uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano realizou trabalhos com máquinas pesadas para a liberação da via.

"Todas as equipes da Prefeitura, que incluem ainda servidores da Guarda Municipal, Educação, Ouvidoria, Saúde e da Administração, continuarão empenhadas nestas ações solidárias para que estas pessoas voltem à vida normal o mais rápido possível", informou o governo local em nota.

< Polícia Civil e MP buscam por chefões do tráfico no Rio Caixa paga auxílio para nascidos em setembro nesta sexta <