Magia

Menina que sonha em ser policial visita batalhão de São Gonçalo

Carol tem 9 anos e admira o trabalho dos agentes

Menina conheceu instalações do quartel
Menina conheceu instalações do quartel |  Foto: Arquivo Pessoal
 

A jovem Caroliny Vitória Alves, de 9 anos, tem um grande sonho: se tornar policial e servir no 7° Batalhão de Polícia Militar, em São Gonçalo. Nascida e criada na cidade, no bairro Mutondo, a três ruas do quartel, a pequena recebeu um convite nesta terça-feira (14) para visitar o local onde pretende estar quando crescer. E o melhor: no dia do aniversário. 

Taís Alves, mãe da menina, disse que o sonho passou de mãe, para filha. A técnica de radiologia explicou que sempre teve o hábito de assistir séries policiais e tinha uma grande vontade em se formar em direito para poder exercer o cargo de delegada um dia. Ela chegou a cursar a faculdade, mas precisou trancar quando engravidou da pequena. Mesmo com a mudança nos planos, o sonho acabou sendo transmitido à única filha.

"Acredito que já está no sangue, como se tivesse passado de mãe para filha. Meu papel como mãe é impulsioná-la e auxiliá-la na busca dos seus sonhos. Nossos filhos têm que ser o que eles quiserem ser, e essa iniciativa dela em optar por essa profissão tão honrada, só me dá muito orgulho", contou. 

Meu papel como mãe é impulsioná-la e auxiliá-la na busca dos seus sonhos. Nossos filhos têm que ser o que eles quiserem ser Taís Alves, mãe de Carol
  

A mamãe da Carol também informou que a visita ao batalhão aconteceu após uma familiar, que é deficiente visual, receber o auxílio de uma policial na rua e comentar sobre o sonho da pequena. A agente orientou que levassem a menina até o batalhão para conhecer o trabalho, pode dentro, o trabalho da equipe. 

  • Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
    Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
  • Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
    Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
  • Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
    Caroliny Vitória Alves durante visita ao 7° Batalhão
  

Para o Tenente-coronel Aristheu Lopes, comandante do batalhão de São Gonçalo, o sonho de Carol reforça a missão social da Polícia Militar. Ele torce para que a jovem realize todos os seus desejos.

"Sabemos que as crianças são a expressão da sinceridade e poder ver sua alegria ao estar junto a nós, dentro do 7º Batalhão, foi muito gratificante. A Polícia Militar tem essa missão social de transformar pessoas e atender a todos de forma humana. Espero que a Carol realize seu sonho de se tornar policial e servir nesta unidade um dia. Foi uma experiência inesquecível para todas as partes" disse o comandante.

Confira o vídeo:

 
< Bruna Karla faz declaração homofóbica e é detonada pela web Mulher é presa por roubo a motorista de aplicativo em São Gonçalo <