Desabafo

'Nasci de novo', conta sobrevivente de queda de placas de mármore

Roberto foi ao galpão comprar peças junto com patrão e um amigo

Roberto não sabe dizer o que causou a queda das placas
Roberto não sabe dizer o que causou a queda das placas |  Foto: Marcelo Tavares
 

"Eu vi meu patrão e meu amigo de trabalho morrerem sem eu poder fazer nada. A única coisa que eu pensei na hora foi na minha família. Eu nasci de novo", disse Roberto Batista da Silva, de 50 anos, único sobrevivente do acidente com placas de mármore que matou Bruno Fernandes dos Santos, de 42 anos, e Rodrigo Tavares dos Santos, de 35, num galpão em Irajá, Zona Norte do Rio. 

Roberto, Bruno e Rodrigo estavam no galpão, na manhã de segunda-feira (30), escolhendo placas para comprar quando algumas se desprenderam de uma pilha e caíram sobre os três. 

Leia +: dois homens morrem após serem esmagados por placas de mármore

Roberto contou ainda como conseguiu escapar ileso debaixo das placas. "Eu consegui sair de 'gatinho', me arrastei e gritei socorro", revelou Roberto que esteve no Instituto Médico Legal (IML), no Centro do Rio, na manhã desta terça-feira (31) junto com os parentes de Bruno e Rodrigo para ajuda no reconhecimento dos corpos. 

Roberto disse ainda que não sabe explicar o que causou a queda das placas que esmagaram os amigos. Foi preciso usar máquinas potentes para retirada os corpos, por conta do peso das placas. Não foi informado ainda a data e o local do sepultamento das vítimas.

O caso é investigado pela 27ª DP (Vila da Penha). O responsável pelo local será indiciado.

< Jovem morta em Maricá teria brigado com ex antes de desaparecer Ônibus de viagem tomba e mata sete pessoas no Paraná <