Polícia

Ataque no Rio tem morte e armas de guerra apreendidas

Publicada às 7h09. Atualizada às 9h08.

Imagem ilustrativa da imagem Ataque no Rio tem morte e armas de guerra apreendidas
Durante a tentativa de fuga, os criminosos colidiram com o carro. A polícia apreendeu dois fuzis, granadas, pistolas e explosivos. Foto: Divulgação/PRF

Um criminoso foi baleado e morreu após entrar em confronto com a Polícia Rodoviária Federal, nesta madrugada de segunda-feira (18). A PRF disse que um comparsa acusado de trocar tiros tentou fugir, mas acabou baleado. Durante o crime, os bandidos colidiram com o veículo, que teve a parte frontal destruída.

O fato foi registrado na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), altura do KM 166 – Côco Verde, no Jardim América, logo nas primeiras horas da manhã.

A polícia apreendeu dois fuzis, granadas, pistolas e explosivos. Tudo isso após cercar o Jeep Compass, usado pelos bandidos, pouco antes das 5h.

Segundo informações da PRF, havia suspeita de que o veículo, que estava com um condutor e mais um acusado, se tratava de um carro clonado.

Um acusado baleado, de 37 anos, foi encaminhado para atendimento hospitalar na Posse. O local foi interditado na pista central e o trânsito segue fluindo pela pista lateral. A Polícia Civil encaminhou equipe para realizar perícia no local.

A Operação Égide, iniciada no último dia 1º, faz parte do planejamento da PRF na repressão ao crime nas rodovias federais fluminenses.

A operação foi desencadeada após análise e mapeamento dos principais pontos críticos do estado. As ações terão como principais objetivos o combate ao roubo de cargas, veículos e coletivos, e também ao tráfico de drogas e armas.

< Container do Esporte expande atividades para Itaúna em São Gonçalo Balas perdidas fazem 100 vítimas na Região Metropolitana do Rio <