Investigação

Cinco bate-bolas são presos por assaltos no Carnaval no Rio

Homens se aproveitaram das fantasias para cometer os crimes

O crime ocorreu no dia 21 de fevereiro deste ano
O crime ocorreu no dia 21 de fevereiro deste ano |  Foto: Reprodução
 

Cinco integrantes de quadrilhas de bate-bolas foram presos, na manhã desta quarta-feira (31), suspeitos de praticar uma série de assaltos em estações de metrô durante o Carnaval deste ano, no Rio. A ação foi liderada por agentes da 39ª DP (Pavuna) e contou com o apoio de outras delegacias. Outros dois homens tinham mandado de prisão preventiva, mas não foram localizados. 

As investigações basearam-se em imagens capturadas pelas câmeras de segurança do MetrôRio, que revelaram a atuação das quadrilhas nas estações da Pavuna e de Engenheiro Rubens Paiva, ambas na Zona Norte. O crime ocorreu no dia 21 de fevereiro deste ano.

De acordo com a polícia, os suspeitos se aproveitaram de estarem mascarados e em grande número para cometer os roubos, incluindo ameaças com armas de fogo e espancamento de uma vítima.

  

Ainda de acordo com a polícia, só foi possível identificar os envolvidos porque, em determinado momento das gravações, eles retiraram as máscaras. Além disso, a polícia utilizou ação de inteligência para reconhecer outros participantes do crime, com base em informações fornecidas pelos próprios detidos. Os suspeitos foram identificados como integrantes dos grupos ''Os Loucos da Praça'' e ''Os Tralhas'', originários de Nilópolis, na Baixada Fluminense. 

Os alvos da operação foram: Alisson Bessa de Souza, Caique Ruan Martins Marques, João Victor Barreto Sebastião, Pablo Emanuel Aleixo Varella, Patrick Souza dos Santos, Saul Mattos de Carvalho e Yago Carlos de Oliveira Theodoro.

< Acusado de matar jovem na Maré confessou o crime a uma amiga Pônei apronta 'surpresa' no aniversário da filha de Virginia <