Polícia

PF mira atividade ilegal de segurança privada no Rio

Imagem ilustrativa da imagem PF mira atividade ilegal de segurança privada no Rio
Ao todo, foram fiscalizados 23 estabelecimentos e lavrados nove autos de encerramento de atividades. Foto: Arquivo/Pedro Conforte

A Polícia Federal (PF) deflagrou, no Rio de Janeiro, a Operação Segurança Legal V para combater o exercício ilegal da atividade de segurança privada, tanto por empresas, como por pessoas não capacitadas para exercer a atividade de vigilante.

A operação, de âmbito nacional, foi desenvolvida ao longo da quinta-feira (25), e, somente no estado do Rio de Janeiro, ao menos 40 policiais federais participaram da ação. Ao todo, foram fiscalizados 23 estabelecimentos e lavrados nove autos de encerramento de atividades.

A atividade de segurança privada prevista na Lei 7.102/83 deve estar previamente autorizada pela Polícia Federal, não só em casos de prestação de serviço de vigilância armada, mas também para os vigilantes que trabalham desarmados, devendo todos estarem capacitados por meio de curso de formação específico, com reciclagens a cada dois anos.

Segundo a PF, o exercício de atividade com uso de seguranças clandestinos, sem ter a devida capacitação, compromete a segurança do local e ainda coloca em risco a vida e a integridade física dos cidadãos que frequentam o estabelecimento.

Denúncias sobre irregularidade ou clandestinidade nas atividades de segurança privada podem ser feitas à corporação pelo e-mail [email protected] ou por telefone (21 2203-4880).

< Encanto: novo filme da Disney que promete levar o público às lágrimas Saiba o que vai mudar para policiais civis e militares do Rio <