Polícia

PM é baleado em ação no Complexo do Salgueiro em SG

Publicada às 8h25. Atualizada às 12h04.

Imagem ilustrativa da imagem PM é baleado em ação no Complexo do Salgueiro em SG
Operação teve inicio na madrugada desta quinta-feira (28). Foto: Arquivo/Lucas Benevides

Um policial militar, lotado no Batalhão de Choque (BPchq), foi baleado na perna, na manhã desta quinta-feira (28), durante uma operação do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.

De acordo com a Polícia Militar, dezenas de militares entraram na localidade, ainda na madrugada desta quinta-feira (28), com o objetivo de retirar barricadas impostas pelo tráfico e localizar lideranças do tráfico de drogas no conjunto de favelas.

Durante a ação, houve intensa troca de tiros e um policial militar, lotado no Batalhão de Choque (BPchq), foi atingido na perna, sendo socorrido e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê.

Um morador, de 55 anos, também foi baleado, segundo afirmou a PM. Ainda não há informação de onde teria partido o disparo. A vítima deu entrada no Hospital Estadual Alberto Torres e está estável.

Até o momento, não há registro de prisões e apreensões na Polícia Militar.

PM 'caça' lideranças do crime no Complexo do Salgueiro

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28), cerca de cem policiais militares realizam uma operação de combate ao crime organizado do Complexo do Salgueiro, considerado o 'quartel-general' do Comando Vermelho.

O principal objetivo da ação, segundo a Polícia Militar, é localizar e prender os principais responsáveis pelo controle do tráfico de drogas da região, principalmente na localidade conhecida como Itaoca. Segundo a polícia, o chefe do crime organizado no conjunto de favelas é Antônio Ilário Ferreira, o 'Rabicó'.

Um outro alvo da ação é o traficante Ricardo Severo, o 'Faustão', apontado pela polícia como o responsável pelas ações criminosas em Itaoca, um dos pontos de maior poderio bélico da cidade.

Desde as primeiras horas do dia, moradores da região vêm relatando confrontos armados entre criminosos e policiais militares. O principal ponto de confronto, segundo os residentes na região, é a localidade conhecida como Itaoca, utilizada pelos criminosos como esconderijo e rota de fuga durante incursões policiais.

< Auxílio para nascidos em agosto já está disponível Pais acusados de torturar filha terão prisão preventiva <