Polícia

Presos envolvidos na morte de investidor de bitcoins

Imagem ilustrativa da imagem Presos envolvidos na morte de investidor de bitcoins
Wesley Pessano Santarém foi assassinado com 19 anos. Foto: Redes Sociais

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira (2), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, mais três acusados de terem envolvimento na morte do investidor de criptomoedas e youtuber Wesley Pessano, de 19 anos. A vítima foi assassinada com vários tiros no início de agosto, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos. Um envolvido no crime segue foragido.

De acordo com o delegado Milton Siqueira Júnior, titular da Delegacia de São Pedro da Aldeia (124ª DP), o trio foi alvo da fase II da operação "Pullback".

"Nesta segunda fase investigamos os telefones com quebra de sigilo e chegamos a quatro pessoas que eventualmente tiveram participação no crime. Não necessariamente a participação delas é na execução, mas na condução dos outros envolvidos. Estes eram levados de Caxias para a Região dos Lagos. Neste sentido, apuramos que os mesmos carros faziam o mesmo trajeto e nosso foco se baseou em uma semana antes do crime", detalhou o delegado.

Um dos presos, segundo a polícia, foi o homem que conduziu em um carro HB20 o executor, levando-o de Nova Iguaçu para a Região dos Lagos um dia antes do crime.

Ainda segundo a polícia, um segundo acusado retornou para a Baixada Fluminense horas após a execução da vítima.

Mais detalhes sobre a operação

De acordo com o delegado, o preso identificado como "FB" é o principal articulador do grupo.

"O FB estava no veículo Nissan Versa preto que seguiu o Porsche vermelho da vítima até o local do crime", afirmou.

O delegado disse também que "FB" tem ligação com um morador de Rio das Ostras, que já está preso em razão de cumprimento de mandado de prisão durante a primeira fase da operação.

Segundo a polícia, o terceiro envolvido preso é o dono do Nissan Versa preto, que foi flagrado em imagens de câmeras de segurança.

"O veículo Versa formava um comboio com o carro Volkswagem Voyage, seguindo o Porsche instantes antes da execução da vítima", disse o delegado.

De acordo com titular, um dos presos chegou a ser abordado por policiais rodoviários federais (PRF) no último dia 21 na Linha Vermelha.

"Ele estava conduzindo esse mesmo carro (Nissan Versa), ao lado do proprietário, ambos estão presos. No entanto, o principal articulador do grupo permanece foragido da Justiça", finalizou o delegado.

< Prisão no parquinho: acusado de roubos leva a pior em SG Rodrigo Pacheco e governadores em defesa da democracia <