Cidades

Coragem à prova para os 'pequenos vacinados' em SG

Imagem ilustrativa da imagem Coragem à prova para os 'pequenos vacinados' em SG
Pequenos vacinados levaram pra casa o certificado de coragem bolado por profissionais de saúde do município. Foto: Alex Ramos

A coragem da criançada foi posta à prova na manhã desta terça-feira (18) na Clínica Municipal da Criança Celio Carvalho Martins, no bairro do Zé Garoto, em São Gonçalo. Primeiro dia da imunização dos pequenos, a cidade recebe meninos e meninas de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiências permanentes e de grupos indígenas ou quilombolas. Um certificado de coragem, elaborado pela equipe de enfermagem da unidade, foi entregue para quem não temeu a agulha.

A vacinação ocorreu desde o início da manhã sem maiores problemas. A unidade apresentou fluxo constante de pessoas de pais levando filhos para a imunização. Não houve transtornos nem filas no local. De acordo com a diretora da unidade, Tathiana Delgado, o número de crianças foi um pouco abaixo do esperado neste primeiro dia de imunizações.

Primeiro dia da imunização dos pequenos entre 5 e 11 anos ocorreu sem maiores problemas. Foto: Alex Ramos

"Não estamos tendo nenhum problema com relação à documentação comprobatória das comorbidades. O movimento de vacinação está um pouco menor que o esperado", disse.

A mãe, Joyce Caetano, de 37 anos, falou sobre a importância de vacinar seu filho e disse que a grande maioria dos pais que conhece fará o mesmo.

"Não pensei duas vezes. Meu filho sempre se vacinou e com essa não seria diferente. Não conheço nenhum adulto que não queira vacinar seus filhos", declarou.

Com o intuito de incentivar as crianças na hora mais temida por elas, as enfermeiras Lorena Santos, Sheila Fabiana, e Cirlane Marins, responsáveis técnicas do Polo Sanitário Washington Luiz, criaram um incentivo a mais na hora da imunização. Todas as crianças que se vacinam na unidade ganham um 'certificado de coragem' e vão pra casa imunizadas e com a responsabilidade do dever cumprido.

Pontos de vacinação

*Clínica Municipal Gonçalense do Mutondo/Clínica Municipal Gonçalense Dr. Zerbini, Arsenal

*Clínica da Criança, Zé Garoto/Posto de Saúde Roberth Koch, Porto da Madama

*Posto de Saúde Madre Thereza de Calcutá, Estrela do Norte/Posto de Saúde Wally Figueira da Silva, Rocha

*Posto de Saúde Ana Neri, Gradim/Posto de Saúde Jardel do Amaral, Venda da Cruz

*Posto de Saúde Armando Leão, Morro do Castro/Posto de Saúde Santa Izabel, Santa Izabel

*Posto de Saúde Josyandra de Moura Mesquita, Colubandê/Posto de Saúde Adolfo Lutz, Pacheco

*Posto de Saúde de Vila Candoza/Posto de Saúde Carlos Chagas, Fazenda dos Mineiros

*Posto de Saúde de Quinta Dom Ricardo/Posto de Saúde de Itaúna

*Posto de Saúde Emílio Ribas, Sacramento/Posto de Saúde de Santa Luzia

*Posto de Saúde do Portão do Rosa/Posto de Saúde Tancredo Neves, Luiz Caçador

*Posto de Saúde do Jardim Catarina/Posto de Saúde do Mutuá

*Posto de Saúde Agenor José da Silva, Jardim Catarina/Posto de Saúde Luiz Paulo Guimarães, Lagoinha

*Posto de Saúde Louis Pasteur, Guaxindiba/Posto de Saúde Roberto Silveira, Bom Retiro

*Posto de Saúde Ary Teixeira, Marambai/Posto de Saúde Aníbal Porto, Monjolos

*Posto de Saúde do Bandeirantes/Posto de Saúde Barbosa Lima Sobrinho, Porto da Pedra

*Posto de Saúde de Almerind/Posto de Saúde Juarez Antunes, Laranjal

*Posto de Saúde Doutel de Andrade, Maria Paula/Posto de Saúde Floriano Barbosa, Jardim Catarina

Rio

No primeiro dia de vacinação contra a covid-19 para crianças no município do Rio de Janeiro, foram aplicadas 18.604 doses. A imunização infantil começou nesta segunda-feira (17), com a aplicação da primeira dose nas meninas de 11 anos e nas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e deficiência permanente, que podem comparecer em qualquer dia.

O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, pelas redes sociais. “Finalizamos o dia de hoje com 18.604 crianças vacinadas obrigado a todos os profissionais de saúde pelo empenho e aos responsáveis pela confiança na vacina. #VacinasSalvamVidas”.

A estimativa é que a cidade tenha cerca de 560 mil crianças nessa faixa etária. Com a inclusão das crianças, o painel da vacinação da prefeitura indica que 91,4% das pessoas elegíveis para receber a imunização contra a covid-19 já tomaram a primeira dose e 86,9% receberam duas doses ou a dose única. Hoje, o dia está reservado para os meninos de 11 anos.

Internações em alta

Desde os últimos dias de dezembro, o número de casos de covid-19 na cidade estão tendo um crescimento exponencial, passando de 6 mil confirmações por dia na média móvel registrada na semana passada. Também na semana anterior, começaram a aumentar os casos graves e foram confirmados os primeiros óbitos pela doença este ano na cidade, somando 20 mortes no momento.

A positividade dos testes diagnósticos chegou a 51% na segunda semana do ano e as internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) voltam a subir. Em dezembro, o percentual de internados na rede municipal com covid-19 ficou abaixo de 1% e agora está em 10,9%, com 647 pessoas internadas pela doença.

Vacinação nas escolas

A Secretaria Municipal de Educação (SME) atualizou a lista de escolas que estão funcionando hoje como postos de vacinação contra a covid-19. De acordo com a pasta, o objetivo é retornar às aulas no dia 7 de fevereiro, 100% presencial, respeitando os protocolos sanitários e com o máximo de crianças vacinadas. A SME esclarece que não exigirá o comprovante de vacina contra a covid-19 para que a criança frequente a escola, mas incentiva que todas se imunizem.

< Flamengo anuncia renovação de Arrascaeta após longa novela; entenda cláusulas Auxílio Gás começa a ser pago a 5,4 milhões de famílias <